AtualidadebombeirosNacional

Calor coloca dez concelhos em risco muito elevado de incêndio

- publicidade -

Dez concelhos dos distritos de Bragança, Santarém, Portalegre e Faro apresentam hoje risco muito elevado de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Fim de semana de calor: Dez concelhos em risco muito elevado de incêndio

Conforme informação do IPMA, estão sob este alerta os concelhos de Mogadouro, no distrito de Bragança, Mação, no distrito de Santarém, Gavião, no distrito de Portalegre, e Vila do Bispo, Lagos, Faro, Silves, Loulé, São Brás de Alportel e Tavira, no distrito de Faro.

O IPMA colocou ainda em risco elevado de incêndio vários concelhos dos distritos Beja, Santarém, Castelo Branco e Portalegre, Guarda, Bragança, Vila Real, Leiria e Lisboa.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para hoje em Portugal continental céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral a norte do Cabo Raso até meio da manhã.

Durante a tarde, prevê-se um aumento temporário de nebulosidade no interior, em especial do Norte e Centro, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada dispersos nas terras altas.

O vento soprará fraco a moderado do quadrante norte, temporariamente de sudoeste na costa sul do Algarve durante a tarde, e por vezes forte na faixa costeira ocidental a sul do Cabo Carvoeiro e nas terras altas a partir da tarde.

As previsões apontam ainda para neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais do litoral Norte e Centro e uma pequena subida de temperatura, em especial da mínima.

As temperaturas máximas previstas para hoje são de 32 graus centígrados em Évora, 31 em Beja, 30 em Bragança, 29 em Faro, 27 em Lisboa, 24 em Sagres, 21 no Porto e em Viana do Castelo.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui