AtualidadeLeiriaPaísSantarémUncategorized

Bombeiro perde a vida no combate aos incêndios nas Caldas da Rainha

Um bombeiro morreu de ataque cardíaco no incêndio ativo nas Caldas da Rainha. O bombeiro foi vítima de doença súbdita. Mesmo tendo tido atendimento pronto não conseguiu sobreviver.

Este incêndio, que mobiliza no terreno 192 operacionais, já alastrou para o concelho de Rio Maior. O incêndio no Landal começou esta quarta-feira pelas 13h45. Até ao momento não existem casas em perigo. O vento está a dificultar o combate. Esta informação foi avançada pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil. O site desta autoridade considera que esta ocorrência é uma das mais preocupantes do dia.


O bombeiro era natural de Óbidos e pertencia a corporação de Bombeiros Voluntários. Carlos Antunes era, inclusive, o subchefe deste corpo. Sobre esta morte, que aconteceu no “teatro de operações”, o presidente da república afirmou ser uma notícia que entristece todos os portugueses e pretende marcar presença no funeral. O chefe de estado lembrou que estes homens e mulheres lutam, e muitas vezes perdem a sua vida, para protegerem os outros e o nosso património natural.

O ministro da Administração Interna (MAI) também enviou uma nota de pesar às redações sobre o óbito do Subchefe do Corpo de Bombeiros Voluntários de Óbidos. Na nota o ministro endereça os mais «sentidos pêsames à família, aos amigos, ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Óbidos e a todos os bombeiros e agentes de proteção civil que combatem os incêndios em Portugal».

Carlos Antunes estava a combater o incêndio que está ativo no Landal, nas Caldas da Rainha.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.