Atualidade

Bispos europeus manifestam “profunda preocupação e oposição” à proposta de incluir aborto na Carta dos Direitos Fundamentais

A Comissão das Conferências Episcopais da Comunidade Europeia (COMECE) manifestou “profunda preocupação e oposição” à proposta do presidente da França, Emmanuel Macron, de incluir o aborto na Carta Europeia dos Direitos Fundamentais.

“Do ponto de vista legal, não há direito ao aborto reconhecido no direito europeu ou internacional”, destaca a Comissão Permanente da COMECE, na declaração sobre a proposta do presidente francês apresentada ao Parlamento Europeu.


“A proposta do presidente Macron de inserir esse suposto direito não pode, de forma alguma, ser vista como ‘dar nova vida aos nossos direitos básicos’”, assinalam os bispos.

Para os líderes católicos, introduzir um “suposto direito ao aborto” na Carta dos Direitos Fundamentais “vai contra as crenças e valores europeus fundamentais”, considerando que esta seria uma “lei injusta”.

A Comissão das Conferências Episcopais da Comunidade Europeia diz ainda que as mulheres em sofrimento “não devem ser deixadas sozinhas”, nem o direito à vida do nascituro pode ser ignorado, e ambos devem “receber toda a ajuda e assistência necessárias”.

Na declaração, publicada online, a COMECE afirma que a integração europeia deve sempre “fomentar e promover o respeito” pelas diferentes identidades e “evitar imposições ideológicas”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.