Cultura

Bienal de Marionetas de Évora regressa em 2021

- publicidade -

A 15.ª edição da Bienal Internacional de Marionetas de Évora (BIME) vai decorrer em junho do próximo ano, com a participação de “cerca de 20” companhias de “vários cantos do mundo”, anunciou hoje a organização.

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, o Centro Dramático de Évora (Cendrev), uma das entidades organizadoras, revelou que o certame vai ter lugar de 01 a 06 de junho de 2021.

Os Bonecos de Santo Aleixo, marionetas de varão tradicionais do Alentejo e manipuladas por atores do Cendrev, “vão receber, na cidade Património Mundial, duas mãos cheias de companhias oriundas de vários cantos do mundo”, disse a organização.

Contactado pela Lusa, o diretor do Cendrev, José Russo, confirmou que vão estar em Évora, para a 15.ª edição do bienal, “cerca de 20” companhias de marionetas.

Devido à “impossibilidade de utilizar o Teatro Garcia de Resende”, que está em obras, a BIME, que inclui sempre espetáculos de rua, vai estar baseada num “outro espaço da cidade”, a anunciar “em breve”, referiu a companhia de teatro alentejana.

A edição do próximo ano vai ser organizada em parceria pelo Cendrev e pela câmara municipal, contando com financiamento da Direção-Geral das Artes (DGArtes), fruto de uma candidatura apresentada pela companhia ao programa Festivais.

Por ocasião deste festival, que começou a ser realizado em 1987 e tem periodicidade bienal, “bonecos” para “todos os gostos” costumam andar “à solta” pela cidade alentejana e “ganham vida” pela mão de artistas e companhias oriundas de diversos países.

A última edição teve lugar em 2019, com 28 companhias de 11 países, e marcou o regresso da BIME às ruas de Évora, depois de o certame não se ter realizado durante seis anos (a edição anterior tinha sido em 2013) por “falta de financiamento”, assinalou, na altura, José Russo.

No comunicado divulgado hoje, o Cendrev indicou ainda que os Bonecos de Santo Aleixo vão apresentar-se ao público em Coimbra, Évora e Arraiolos, durante este mês e no início de janeiro.

“Não sendo possível ao Cendrev, no atual contexto, retomar a sua atividade regular, foi possível, ainda assim, reunir as condições para a apresentação dos Bonecos de Santo Aleixo neste período das festividades de Natal e Reis”, disse.

O Teatro da Cerca de S. Bernardo, em Coimbra, acolhe as marionetas alentejanas a partir desta sexta-feira e até domingo.

Os Bonecos de Santo Aleixo “rumam” depois a “casa”, para espetáculos no Auditório do Colégio do Espírito Santo, da Universidade de Évora, entre os dias 15 e 20, seguindo-se, entre 06 e 10 de janeiro, três sessões no concelho alentejano de Arraiolos.

Do programa, fazem parte o “Auto do Nascimento do Menino Jesus” e o “Passo do Barbeiro”, reportório tradicional que, antigamente, “animava as noites em muitos lugares do Alentejo”.

- publicidade -


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo