AtualidadeInternacional

Bem-vindo ao Ano Novo Chinês do Boi

- publicidade -

O novo ano chinês celebra-se hoje, 12 de Fevereiro e entra-se agora no Ano do Boi (Búfalo), que estende-se até ao dia 31 de janeiro de 2021.

Na cultura chinesa, o novo ano ocorre ao suceder a primeira lua nova, o que pode acontecer entre 21 de janeiro e 20 de fevereiro.

tarot terapêutico

Hoje é o momento de dizer adeus a 2020, Ano do Rato, e olá a 2021, sob o signo do Boi, que corresponde ao ano 4719 no calendário chinês e antecede o ano do Porco.

No horóscopo chinês, cada ano lunar é regido por um animal e o Boi irá apoderar-se do ano 2021, dando-lhe as suas características.

Trata-se do segundo signo do zodíaco, associado ao trabalho duro e colheita dos seus frutos, mediante a disciplina, perseverança e superação.

O zodíaco chinês é formado por 12 signos e cada animal é influenciado pelos 5 elementos fundamentais do Universo: metal, água, madeira, fogo e terra.

A partir de 2032, os 12 animais do zodíaco passarão a ter influência do elemento água, iniciando mais um ciclo de 12 anos. Ao todo, passam-se 60 anos até que a rotação dos 12 signos sob os cinco ciclos lunares seja completada.

Diz a tradição chinesa que todos os animais da criação foram convocados por Buda para uma reunião, mas apenas 12 atenderam ao seu pedido, e a esses foram atribuídas honras, tornando-se símbolos da astrologia chinesa e passaram a representar os anos do calendário na ordem pela qual se apresentaram a Buda.

E foi esta a sequência: rato, boi, tigre, coelho, dragão, cobra, cavalo, cabra, macaco, galo, cachorro e porco.

As celebrações começam no Dia de Ano-novo Chinês, o primeiro dia do primeiro mês do calendário chinês, e estendem-se até ao Dia do Festival das Lanternas, o décimo quinto dia do primeiro mês do calendário.

Tal como em todas as celebrações, também esta é da reunião da família, altura em que se limpam as casas e decoram as janelas e portas são decoradas com papéis vermelhos, uma vez que o vermelho é a cor da sorte.

As ofertas são de doces, arroz e dinheiro dos deuses, ou seja, notas em papel, destinadas a serem queimadas.

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui