DistritoDistrito SetúbalSeixal

Benfica leva poluição no Seixal em requerimento ao Tribunal de Almada

publicidade

O Sport Lisboa e Benfica comunicou ao Tribunal de Almada que fará as diligências necessárias para apurar se o seu Centro de Estágio, no Seixal, é atingido pela poluição eventualmente gerada pela Siderurgia Nacional/Megasa.

Num requerimento entregue na terça-feira, o clube refere que embora não acompanhe a ação popular cível sobre a poluição atmosférica em Paio Pires, que decorre neste tribunal, não é indiferente «à questão da poluição e da salubridade do meio ambiente de milhares de jovens que praticam desporto no Centro de Estágio do Benfica (Caixa Futebol Campus)».

O clube afirma que respeita a sobrevivência da Siderurgia Nacional, tendo em conta a relevância económica da empresa para a região e os municípios locais, mas sublinha a necessidade de assegurar a máxima observância das regras de proteção do ambiente na região e, em particular, no seu Centro de Estágio.

Por esse motivo o clube assume que adotará por iniciativa própria, as diligências necessárias «para apurar se o seu Centro de Estágio é atingido pela poluição eventualmente geral pela Siderurgia Nacional».

No mesmo requerimento, o clube afirma que não pretende o encerramento daquela unidade industrial, mas que «não prescinde da garantia de adoção das adequadas e imprescindíveis medidas de eliminação de todo e qualquer foco de poluição que seja suscetível de atingir a saúde dos atletas e a salubridade do ambiente, onde eles se formam e se preparam para as competições desportivas».

Para o clube, a ação popular apresentada pela associação Terra da Morte Lenta não garante as preocupações do Sport Lisboa e Benfica.

Conforme o Diário do Distrito noticiou, no Tribunal Judicial da Comarca de Almada foi intentada uma ação civil contra a Siderurgia Nacional do Seixal, no distrito de Setúbal, devido à poluição atmosférica alegadamente causada por esta indústria.

Fonte: Lusa

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui