Economia

BE volta a questionar governo sobre reivindicações dos trabalhadores do Grupo Navigator

- publicidade -

A greve de abril de 2019 deu mote a um questionamento endereçado ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a propósito da greve e das reivindicações dos trabalhadores da Fábrica de papel “About the Future, S.A.”, do Grupo “The Navigator Company”, em relação à qual o partido nunca obteve resposta.

Em nota de imprensa enviada à comunicação social, o Bloco de Esquerda esclarece que “face à intransigência da empresa nas negociações com as Organizações Representativas dos trabalhadores”, a Fiequimetal (Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Elétricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas) emitiu um pré-aviso de Greve, de 13 a 16 de novembro, para os colaboradores do Grupo Navigator.

Ainda no comunicado de imprensa, o BE menciona como motivos para a greve “a falta de disponibilidade da empresa para negociar a melhoria das condições de trabalho e o adequado enquadramento das carreiras que ponham cobro à estagnação salarial e profissional”, conclui.

Face a este impasse, o BE volta a questionar o executivo governamental, através da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, a respeito da discriminação salarial, enquadramentos das carreiras e o papel do Governo numa possível promoção de negociações entre as estruturas representativas dos trabalhadores e as empresas

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo