BarreiroDistrito SetúbalJustiça

Barreiro | Grupo sinalizava casas em entregas de electrodomésticos para assaltar

- publicidade -

Um grupo de sete pessoas foi presente esta segunda-feira, pelo Ministério Público do Barreiro, a primeiro interrogatório judicial por furto qualificado e roubos, cometidos entre Setembro de 2020 e Abril de 2021, na área da Grande Lisboa.

O grupo está acusado pela prática de crimes de crimes de furto qualificado, roubo, sequestro, tráfico de menor gravidade e detenção de arma proibida.

Dois dos arguidos são funcionários de uma empresa de entregas ao domicílio, distribuidora de grandes cadeias de comercialização de eletrodomésticos.

Em resultado dessa atividade laboral tomavam conhecimento da localização de residências em obras e respetivas condições de vigilância, informação que era aproveitada para, em conjugação de esforços com os outros arguidos, regressarem aos locais poucos dias depois das entregas para se apropriarem de eletrodomésticos novos, ferramentas e materiais de construção.

Quatro dos arguidos já têm antecedentes criminais, sendo que dois deles se encontram em liberdade condicional.

Na sequência dos interrogatórios e em consonância com o promovido pelo Ministério Público, o juiz de Instrução Criminal aplicou a todos os arguidos a medida de coação de prisão preventiva.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público do Barreiro, do DIAP da Comarca de Lisboa, coadjuvado pela GNR.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo