Balão de oxigénio chamado Edinho

0
83
Tempo de Leitura: 2 minutos

Numa jornada em que a equipa do Vilafranquense ganhou, aumentando o fosse entre a despromoção e a salvação, o Cova da Piedade respondeu da melhor forma, ao repôr a diferença nos 7 pontos. Golo de Edinho aos 88′ deu vitória à equipa de Almada.

A equipa do Cova da Piedade,entrou determinada,em não esbanjar pontos em casa,para manter acesa a luta pela manutenção na II Liga, mas foi a turma visitante a adiantar-se no marcador, numa bola ganha a meio campo por Bonani que de primeira rematou rasteiro,com o esférico a tabelar em Simão Júnior e a desviar a trajectória,traindo o guarda redes Tony Batista.

A formação visitada não acusou o golo e aos 14 minutos e aos 16 minutos,causou calafrios no último reduto aguarda do guarda redes Carlos Henriques,mas o cabeceamento foi para as mãos do guarda redes enquanto o remate levou o esférico a sair por cima da trave.

Aos 21 minutos, o treinador João Alves, retirou o lateral Ivan Victor e fez entrar Cele para aquele corredor do lado direto do ataque piedense, mas foi a equipa forasteira que á passagem do minuto 27, num lance na área piedense, ficou a pedir grande penalidade sobre Kukula, mas não tem razão, já que o do defensor do Cova da Piedade,Simão Júnior, foi mais determinado na luta pela posse do esférico e anulou o perigo para a baliza de Tony.

Até ao intervalo dois lances de perigo em ambas as áreas ,uma com o guarda redes Tony a defender para canto, a outra foi Edinho, uma vez mais a ganhar nas alturas aos centrais do Covilhã,mas a cabecear por cima da baliza.

Aos 41 minutos lance de contra ataque o Covilhã,que apanhou a turma do Cova da Piedade,adiantada no terreno de jogo,só foi travado por Cele, na linha divisória do meio campo,o que valeu um cartão amarelo para o jogador piedense, diremos que foi no limite…

Na segunda parte a equipa do Cova da Piedade,manteve o seu maior pendor ofensivo e aos 55 minutos, cruzamento do lado direito do seu ataque, executado pelo número 4 dos piedenses, o esférico caiu aos pés de Júnior Sénior, que em plena área rematou forte sem hipóteses de defesa para Carlos Henriques.

O golo veio dar uma maior tranquilidade à turma comandada por João Alves, que ganhou maior ascendente a meio campo e a criar mais oportunidades atacantes,uma delas aos 76 minutos por Edinho, mas o remate a não levar a direção da baliza.

Aos 87 minutos foi o guarda redes Carlos Henriques a negar o golo a Edinho ao defender para canto. Na conversão do respetivo canto, Edinho de cabeça a fazer o golo que valeu mais três pontos, na luta pela permanência.

Triunfo difícil, mas justo para as hostes do Cova da Piedade. Destaque na partida para o veterano Edinho, que deu muito trabalho ao último reduto do Covilhã e que por várias vezes veio até ao seu último reduto defensivo ajudar o sector recuado.

Trabalho positivo do trio de arbitragem.

CD Cova Piedade 2 – 1 SC Covilhã
LigaPro 2019/2020 – Jornada 24
Estádio Municipal José Martins Vieira, Cova da Piedade

Cova Piedade: Tony Batista, Simão Júnior (Nelsinho 88′), Genséric Kusunga, Yan Victor (Thabo Cele 21′), Alex Kakuba, Alhassane Sylla, Miguel Rosa, André Carvalhas (Gustavo Costa 71′), Vitinho, Júnior Sena, Edinho
Treinador: João Alves

Covilhã: Carlos Henriques, Tiago Moreira, Jaime Simões, Brendon Lucas, Daniel Martins, Filipe Cardoso, Miranda (Rodrigo António 76′), Inters Gui (Mica Silva 64′), Kukula, Rodrigo Martins, João Bonani (Jean Batista 64′)
Treinador: Daúto Faquirá

Intervalo: 0-1

Marcadores: 0-1 Simão Júnior 11′ (p.b.); 1-1 Júnior Sena 55′; 2-1 Edinho 88′

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome