AtualidadeDesportoMundoPaís

Bacalhau, arroz, azeite e vinagre viajaram com a Seleção Nacional até Budapeste

- publicidade -

Cerca de 150 quilos de bacalhau e 60 garrafas de azeite foram na bagagem da comitiva portuguesa desde Lisboa para Budapeste.

E foi também mudada a decoração do hotel onde os jogadores lusos ficaram, com ajustamentos em determinadas salas do Ensana Grand Margaret Island, o hotel na Ilha Margarida que serve de quartel-general para Portugal em Budapeste, incluindo um ginásio e várias salas de tratamentos e fisioterapia.

Nos quartos, os jogadores da Seleção têm tudo aquilo de que dispõem na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Mas nada conforta mais qualquer pessoa do que a comida, e nada mesmo se compara à gastronomia portuguesa, pelo que o ‘fiel amigo’ não podia faltar, nas ementas do chef Luís Lavrador, há vários anos ao serviço da Seleção.

E por isso, embora não seja dificil o acesso a certos produtos, não houve margem para riscos e por isso a bagagem incluiu 150 quilos de bacalhau, 50 quilos de arroz carolino e 60 garrafas de azeite e 60 garrafas de vinagre.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *