Parceiros
Mundo

Autoridades italianas impedem cibertaque à Eurovisão

Irregularidades nos votos foram detetados pelas autoridades italianas, tratava-se de ciberataques.

- publicidade -

Grupos pró-russos preparam um ciberataque à semi-final de 10 de maio e também à final deste sábado do Concurso Eurovisão da Canção em Turim, segundo nota da polícia italiana, as autoridades conseguiram impedir os cibertaques que estavam a ser levados a cabo para que não houvesse lugar a votos.

Segundo a polícia italiana, foi durante as votações e atuações dos concorrentes, que conseguiram mitigar vários cibertaques à infraestrutura da rede, o grupo é conhecido por estar ligado a pró-russos, sendo que está identificado como grupo hacker “Killnet” e a sua afiliada “Legion”.

A “Killnet” reivindicou a 11 de maio um dos ataques aos sites de várias entidades e organizações italianas, incluindo o Senado, a Câmara Alta do Parlamento e Instituto Nacional de Saúde (ISS) da Itália.

Este mês, os hackers pró-russos tentaram também invadir as infraestruturas da Eurovisão, mas a polícia italiana conseguiu evitar um apagão.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário