AUTOEUROPA – Ultimato da Alemanha dá 24 horas para resolução da greve de estivadores

1
8057
DIÁRIO DO DISTRITO IMAGENS
Tempo de Leitura: 1 minuto

A ordem veio da Alemanha: se não houver acordo para o porto de Setúbal nas próximas 24 horas, a produção da Autoeuropa vai parar por tempo indeterminado, antes da paragem que já estava prevista entre 22 de Dezembro e 4 de Janeiro, segundo a SIC, que já questionou o Governo, mas não obteve resposta.

A administração do grupo Volkswagen pondera mesmo encontrar-se com primeiro-ministro António Costa, uma vez que já são mais de 22 mil os carros estacionados no terminal de Setúbal, nos parques da fábrica e na base aérea do Montijo.

A empresa alemã quer uma garantia: ou o Governo garante à Volkswagen que o Porto de Setúbal volta à normalidade ou os motores que estão a chegar à Autoeuropa poderão ser desviados para a fábrica de Navarra.

A fábrica de automóveis da Volkswagen em Palmela produz diariamente mais de 800 veículos e já tem mais de 20.000 viaturas parqueadas na Base Aérea do Montijo e no Porto de Setúbal devido à paralisação dos estivadores eventuais, que recusam apresentar-se ao trabalho desde o dia 5 de Novembro como forma de pressão para exigirem um contrato coletivo de trabalho.

Entre as empresas mais afetadas pela paralisação do Porto de Setúbal estão algumas das principais exportadoras da região, designadamente a Navigator, a Volkswagen Autoeuropa e a Lusosider, e ainda a Federação de Suinicultores, que não está a conseguir enviar animais para exportação.

A AISET já havia também solicitado uma resolução urgente para o fim da paralisação dos estivadores no porto de Setúbal.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome