BarreiroPolítica

Frederico Rosa alerta para ‘campanha eleitoral do mais sujo e rasteiro’

- publicidade -

As palavras são de Frederico Rosa, presidente da Câmara Municipal do Barreiro e espelham alguma da discussão que teve lugar esta na reunião camarária desta quarta-feira, e derivou do assunto levantado pelo vereador Paulo André (CDU), acerca do surgimento de publicações nas redes sociais relativas à política autárquica.

“Tinha preferido não fazer esta intervenção sobre este tema, mas penso que ela se justifica em absoluto, e peço que entendam esta minha intervenção como um apelo” referiu o vereador comunista, frisando que “mostraram-me algumas trocas de posts onde as coisas estão a subir de tom, há já ameaças físicas relativamente a partidários destas e daquelas forças políticas, ameaças físicas feitas pelos partidários de uma determinada força política, e nas quais nenhum de nós aqui eleitos se revê.”

Frisando que “faltam cerca de seis meses para as eleições autárquicas, e é normal que a temperatura vá subindo num período pré-eleitoral”, deixou o apelo para que “os representantes de todas as forças políticas representadas nesta autarquia, na medida do possível, levem os seus apoiantes a fazer um debate autárquico até às eleições com toda a elevação e respeito para com as outras forças políticas”.

Também o vereador Bruno Vitorino (PSD) como “utilizador frequente das redes sociais” considerou “não ignorar o apelo do vereador Paulo André, porque é bem real e incomoda-me.

Também eu já fui vítima desses ataques, ao que parece quer por apoiantes, quer perfis falsos de todos os lados, fora as ameaças e uns nomes ‘simpáticos’, e faço questão de não ligar e sobretudo, não ir pelo mesmo caminho, e não percebo como há quem desça tão baixo e se esconda cobardemente atrás de perfis falsos para ameaçar e insultar.”

O vereador afirmou ainda que “garantidamente não há ninguém do PSD, militantes activos, nesse tipo de questiúnculas, ou com perfis falsos, porque não é a nossa prática política e rejeitamos e repudiamos agora como no passado, quer nas redes sociais como nos órgãos da autarquia, esse tipo de postagens e em relação a qualquer partido.”

Admitiu, porém, que “isto já descambou, como aconteceu também há uns tempos em páginas como ‘Somos Barreiro’, como noutras páginas ligadas a outros partidos políticos”.

O presidente Frederico Rosa não deixou passar a ocasião agradecer “um tema importante que foi trazido pelo vereador Paulo André e reforçado pelo vereador Bruno Vitorino, e faço minhas as vossas palavras. No entanto, acho que genericamente para as pessoas são apenas isso, palavras.”

Frederico Rosa lançou depois duras críticas ao tipo de política feito nas redes sociais.

“Sei bem o que é campanha rasteira e sujo e de ataque pessoal. Basta qualquer um ir ao Facebook e ver as páginas que foram criadas para me atacar a mim, com o meu nome e as minhas fotos.

Gostava muito que esta fosse uma campanha de ideias, de projectos, mas vou ser muito honesto, acho que vai ser uma campanha do mais sujo e do mais rasteiro, como tem sido ao longo destes quatro anos e pelo que vejo todos os dias, e sê-lo-á de todos os quadrantes.

Infelizmente não há qualquer partido virgem neste assunto, nem os que estão na Câmara Municipal nem os que estão fora deste órgão. E por isso temo que seja precisamente o oposto do que todos ambicionamos neste órgão, uma campanha de ideias e que leve cada um a escolher pelos projectos.”

Frederico Rosa acrescentou ainda que “isto mais do que com partidos, tem a ver com pessoas, e há pessoas mal-formadas em todos os quadrantes. Esquecem-se muitas vezes de que as pessoas têm família, têm vida, e baseiam-se no ataque pessoal rasteiro e sujo, diário e constante.

- publicidade -

E ainda agora estamos no ‘aquecimento dos motores’ das campanha e por isso temo que vá ser ainda pior, embora espere que a realidade me mostre que estava enganado com o que disse aqui hoje.”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui