PalmelaPolíticaReportagem

Autárquicas |‘O território de todo o concelho merecia mais atenção’

- publicidade -

O PS Palmela realizou “uma pequena apresentação dos nossos candidatos” conforme descreveu o cabeça-de-lista, que se recandidata, Raul Cristóvão.

“Tínhamos previsto uma apresentação pública, com militantes e apoiantes, mas entendemos que nesta altura em que a situação pandémica está a piorar, por respeito à vida e saúde dos nossos concidadãos.

Optámos por esta apresentação na Casa Mãe Rota dos Vinhos, com alguns elementos do PS Palmela, da Juventude Socialista e com a presença de João Costa, Secretário de Estado Adjunto e da Educação.”

Raul Cristóvão fez depois uma breve exposição de cada um dos candidatos às Juntas de Freguesia “todos eles pessoas nascidas e criadas nas respectivas freguesias, gente nova com ideias novas e com desejos para a sua terra, e que vão fazer toda a diferença na forma de estar e de olhar o território.

Temos gente experiente na política, mas jovens de idade, e a garantia de ter os melhores em termos humanos, conjugando valores para fazer de Palmela um concelho com muito mais dinamismo, trabalhando para as pessoas e a servir a população com o intuito de desenvolver o concelho e melhorar a qualidade de vida de todos.”

Em breves palavras, descreveu cada um dos candidatos: “Sérgio Caldeira é candidato à Junta da Quinta do Anjo “e com ele pretendemos afirmá-la como uma freguesia de futuro; António Braz é candidato à União de Freguesias de Poceirão e Marateca, na qual temos de continuar a lutar pela desagregação destes dois territórios; João Estróia, candidato à Junta do Pinhal Novo, que tão parado está e tanto potencial tem; Jorge Mares recandidata-se à Junta de Palmela, onde tem feito um reconhecido trabalho e que continuará a fazer mais e melhor como palmelão que é.”

Raul Cristóvão passou depois à apresentação dos candidatos para a Assembleia Municipal, liderada por José Carlos Sousa “com muitos anos de trabalho autárquico, o independente mais socialista que conheço, e que mais uma vez agarrou este projecto com alma e coração.

E por fim, eu próprio, que me recandidato à Câmara Municipal, com o mesmo ideal de sempre, para tentar pagar a grande dívida que tenho para com este concelho que me recebeu há quase 36 anos, como professor. Gosto destas gentes e do território como se cá tivesse nascido.”

O também presidente da Comissão Concelhia do PS não quis entrar em críticas com o actual executivo, mas não deixou de frisar que “o território de todo o concelho merecia mais atenção, olhar o planeamento e sustentabilidade do território com outros olhos e com uma nova forma de actuar, e com uma aposta nos recursos humanos.

Esses são os dois pilares do nosso programa, a sustentabilidade social e territorial, no sentido de ganhar Palmela para afirmar o concelho na península e ao nível nacional.”

Raul Cristóvão informou ainda que “em meados de Setembro, iremos organizar dois grandes momentos, esperando que na altura a situação pandémica esteja mais controlada, nos quais iremos apresentar o nosso programa eleitoral”.

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo