Almada

Autarquia de Almada aprova requalificação do Largo de Cacilhas e musealização das salgas romanas

- publicidade -

Foi aprovada na reunião de Câmara Municipal desta segunda-feira, 12 de outubro, a adjudicação da empreitada de obra pública de requalificação do Largo de Cacilhas, denominada «Cacilhas-Tejo – Visualização das Salgas Romanas e Qualificação do Circuito Turístico do Tejo».

Esta requalificação urbana pretende introduzir uma nova lógica na organização da rede viária e de fluxos pedonais, cujo objetivo é contribuir para a utilização segura dos transportes públicos, valorizar a fruição do rio Tejo e das paisagens panorâmicas, desde a baía do Seixal a Lisboa, potenciando a dinamização da economia local.

Outro objectivo passa pela musealização de parte do núcleo de Cetárias (tanques) da Fábrica Romana de Salgas.

Trata-se de um investimento no valor de 2,5 milhões de euros que deverá está concretizado até ao final do Verão de 2021.

A área de requalificação vai abranger o Largo de Cacilhas, a Avenida Aliança Povo M.F.A. (junto a Cacilhas) e a Rotunda no final da Av. 25 de Abril

O interface de transportes públicos continuará a existir no mesmo local, sendo alvo de requalificação com vista ao aumento da segurança e bem-estar dos utilizadores.

O projeto de execução contempla a execução de novos pavimentos rodoviários e viários, novas ligações para as infraestruturas de iluminação pública, abastecimento de águas, combate a incêndios, drenagens pluviais e domésticas, equipamentos, mobiliário urbano, deslocalização do quiosque e das instalações sanitárias públicas e a redefinição de um novo paisagismo.

Além da reconfiguração da rotunda para se adaptar ao novo sentido de circulação, está prevista a modelação dos passeios e espaços de permanência com pendentes suaves e ligações entre planos, através de rampas muito discretas.

Os revestimentos de passeios e espaços de permanência privilegiarão a acessibilidade para todos. Serão também otimizados os recursos no que diz respeito à iluminação pública, assim como aos materiais e ao equipamento previstos com vista à redução do desperdício.

Também a Musealização das Salgas Romanas prevê que seja colocado a descoberto parte do núcleo arqueológico de Cetárias da Fábrica Romana de Salgas de Cacilhas, através da criação de dois poços que permitam a leitura (devidamente protegida) de dois conjuntos de cetárias existentes e da sua estrutura, e a sinalização das restantes cetárias existentes.

 Construída e utilizada entre o século I a. C. e o século I d. C., esta fábrica romana destinava-se à salga de peixe junto ao estuário do rio Tejo. Descoberta em 1981, a Fábrica Romana das Salgas de Cacilhas foi classificada como Imóvel de Interesse Público em 1992.

Fonte: Câmara Municipal de Almada

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo