Palmela

Aumento salarial superior a 5% rejeitado pelos trabalhadores da Autoeuropa

- publicidade -

O direito de voto foi exercido na fábrica automóvel Autoeuropa, sedeada em Palmela, com os trabalhadores a chumbarem o pré-acordo laboral que previa um aumento extraordinário de 5,2%.

Segundo a agência Lusa, na votação que ocorreu nos dias 4 e 5 de dezembro, apenas 3.865 trabalhadores votaram – de um total de mais de 5 mil – efetivando-se 2.007 votos contra o pré-acordo e 1.826 a favor, com 10 votos nulos e 22 votos em branco.

A mesma fonte cita Eduardo Florindo, do SITE-Sul, Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul: “o resultado do referendo confirma que a maioria dos trabalhadores considera que o pré-acordo alcançado é insuficiente e que esta proposta de aumento salarial de 5,2% tem de ser melhorada”.

Os trabalhadores da fábrica automóvel começaram por pedir um salário extraordinário de mais 5% em dezembro, com o acréscimo dos 2% já acordados para janeiro de 2023 – o pré-acordo reprovado previa, no entanto, um aumento singular de 5,2%.

Em aberto ficaram agora as respostas acerca do processo e das revindicações que se vão seguir, com, no entanto, o SITE-Sul a anunciar a convocatória de “vários plenários de três horas em cada turno”.

Estes plenários têm, para já, datas marcadas no “dia 13 (07:00/10:00 e 15:20/18:20), das 23:40 do dia 13 às 02:40 de dia 14, e das 07:00 às 10:00 do dia 14 de dezembro”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *