AlmadaAtualidadecoronavírus

Aumento de doentes covid19 no HGO levou à abertura de nova área de internamento

- publicidade -

O Hospital Garcia de Orta, que tem hoje 49 doentes internados com covid-19, «teve necessidade de alocar a Unidade de Cirurgia de Ambulatório a cuidados intensivos», devido ao número crescente de casos, disse à Lusa fonte do estabelecimento de Almada.

Esta é uma consequência do aumento de casos que se regista na região de Lisboa e Vale do Tejo desde finais de maio, embora o hospital mantenha capacidade de resposta e esteja longe do pico de ocupação verificado na terceira vaga da pandemia, em fevereiro.

Neste Hospital estão internados devido ao covid19, 37 pessoas em enfermaria, 11 em unidade de cuidados intensivos (UCI) e 1 em regime de hospitalização domiciliária, números que estão perto dos limites definidos atualmente, com uma media de idades que ronda os 60 anos.

Com 45 camas em enfermaria para doentes covid-19, incluindo cinco de hospitalização domiciliária, o Hospital Garcia de Orta apresenta uma taxa de ocupação de 84% neste setor, enquanto as 14 camas disponíveis em UCI estão preenchidas a 78,6%, mas esta capacidade pode ser alargada.

No pior período da pandemia, em fevereiro deste ano, o hospital de Almada, no distrito de Setúbal, contabilizou 213 doentes em enfermaria, 31 doentes em UCI e 16 em regime domiciliário. Os números atuais são cerca de um quarto dos registados no pico de internamentos.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo