Parceiros
DestaqueEconomia
Em Destaque

Aumento de alimentos vai disparar nas próximas semanas

O grupo do Pingo Doce e Recheio já anunciou que os aumentos vão ser brutais.

- publicidade -

A Europa está atenta a tudo o que se passa na crise militar entre a Rússia e a Ucrânia e uma das preocupações são as possíveis faltas de alimentos nas prateleiras dos supermercados, Portugal é um dos países que está atento a esse possível aumento de preços nos alimentos, pois é um dos maiores importadores de cereais da Ucrânia.

A empresa de distribuição alimentar, Jerónimo Martins, dona do Pingo Doce e Recheio, disse ontem numa conferência de imprensa, que os alimentos nas prateleiras do grupo vão aumentar nas próximas semanas, Pedro Soares dos Santos, presidente do Conselho de Administração da empresa, avançou que a escassez não está prevista, pois o fornecimento está a ser feito de forma regular, tanto nas redes de distribuição Pingo Doce e Recheio, como também nos centros de logística do grupo.

O Diário do Distrito sabe que em alguns supermercados já está haver racionamento de produtos como óleo de girassol e farinha.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário