Mundo

Atleta iraniana dada como desaparecida depois de competir sem véu na Coreia do Sul

- publicidade -

A atleta iraniana Elnaz Rekabi está dada como desaparecida, depois de ter competido nos Mundiais de escalada sem o véu islâmico.

Com os protestos em defesa das mulheres iranianas cada vez mais frequentes, tanto no país como no resto do mundo, amigos da atleta temem que esta tenha sido punida após o regresso a Teerão.

A BBC avança que vários amigos da atleta relataram que não a conseguem contactar desde domingo, o que aumenta o receio internacional de que Elnaz Rekabi tenha sido mesmo detida pelas autoridades iranianas.

Aquele canal de informação britânico diz ainda que o telemóvel e o passaporte da atleta foram confiscados na embaixada da Coreia do Sul, para onde a atleta terá sido encaminhada logo após a competição.

Entretanto, o governo de Teerão nega que Elnaz Rekabi tenha sido detida e obrigada a regressar ao Irão.

Refira-se que, depois de usar um hijabe, o véu tradicional muçulmano que cobre a cabeça e os ombros, nas primeiras eliminatórias do campeonato, Rekabi, de 33 anos, competiu de cabelo solto na final, que decorreu no domingo, em Seul, Coreia do Sul, onde conquistou a medalha de bronze.

O gesto da atleta foi visto como uma demonstração de apoio às mulheres iranianas que protestam há um mês contra a obrigatoriedade do uso do hijabe após a morte de Mahsa Amini.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *