Atualidade

“Ataques racistas da extrema-direita” em Portugal preocupam Rede Europeia contra o Racismo

A Rede Europeia Contra o Racismo está preocupada com o "aumento muito preocupante de ataques racistas da extrema-direita em Portugal" nos últimos meses.

publicidade

A Rede Europeia Contra o Racismo está preocupada com o “aumento muito preocupante de ataques racistas da extrema-direita em Portugal” nos últimos meses.

Numa declaração divulgada em Bruxelas, a ENAR (sigla em inglês) dá conta que “desde 2019, quando o partido português de extrema-direita conquistou pela primeira vez lugares no parlamento, os ativistas de extrema-direita têm sido encorajados a cometer crimes de motivação racial contra pessoas de cor em Portugal“.

A ENAR refere que “os portugueses que trabalham incansavelmente para promover a justiça e desafiar o racismo não estão seguros“, relembrando que são “pessoalmente visados e ameaçados, e enfrentado discursos de ódio, ameaças de morte, e assédio judicial”.

A rede sublinha ainda a “brutalidade, o volume e a frequência dos ataques estão a aumentar e a deixar os ativistas inseguros, especialmente num contexto em que não se sentem protegidos pelas autoridades” apelando à resposta urgente “por parte das autoridades portuguesas”.

Na declaração, a ENAR defende que se “devem conduzir investigações policiais sólidas e eficazes e responsabilizar todos aqueles que incitam ao ódio e promovem a violência contra os defensores de direitos humanos através de um processo legal completo”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui