Distrito de Setúbal

Associação ZERO rejeita aterro de zonas húmidas no estuário do Sado

A organização deu um parecer desfavorável a um aterro de oito hectares, no âmbito da instalação de uma bacia de parqueamento para a frota marítima da empresa ETERMAR em Setúbal.

A ZERO, Associação Sistema Terrestre Sustentável, deu um parecer desfavorável na consulta púbica da avaliação de impacto ambiental e desafia agora a empresa ETERMAR a “procurar soluções alternativas que não impliquem dragagens e o aterro” de zonas húmidas.

Segundo a ZERO, “os modelos de desenvolvimento não podem colocar em causa a existência das zonas húmidas”.

O projeto da ETERMAR prevê a dragagem de cerca de quatro hectares na saída de uma pequena baía na zona da Mitrena, com a mobilização de 169 mil metros cúbicos de sedimentos de classe três (pouco contaminados) e a sua deposição num aterro de cerca de oito hectares a norte sobre zonas húmidas do estuário do Sado.

A ZERO adianta ainda que 69% do espaço entre marés é ocupado por pradarias marinhas, 13% está classificado como sapal e o restante como área sem vegetação.

“As zonas estuarinas têm um papel extremamente relevante em termos da produtividade associada aos ecossistemas aí presentes, mas também influenciam as áreas costeiras, são importantes ao nível da depuração de elementos tóxicos, são suporte de biodiversidade e de atividades económicas diretamente dependentes da sua manutenção” e as “áreas entre marés constituem um elemento importante da unidade de paisagem constituída pelo todo do estuário”, lembra a associação ZERO.

Por outro lado, acrescenta, as pradarias marinhas “têm funções ecológicas ao nível do armazenamento de CO₂ [dióxido de carbono] e no suporte à biodiversidade e sofreram no passado grande impacto das atividades humanas instaladas no estuário”.

A ZERO considera que o projeto da ETERMAR também “contraria orientações em termos de ordenamento e conservação”, designadamente do Plano Regional de Ordenamento da Área Metropolitana de Lisboa, Plano Diretor Municipal de Setúbal, em fase de ratificação, e disposições relativas à Reserva Ecológica Nacional.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *