As golas à padeiro e outras queimadelas

Esta semana um artigo de opinião de Samuel Marques

0
160
Tempo de Leitura: 4 minutos

Caros(as) leitores(as) leitoras esta semana está a ser verdadeiramente quente.

Quer ao nível da meteorologia quer ao nível da política. As coisas andam difíceis para o PS e para os outros partidos que compõem a GERINGONÇA.

Ninguém se salva embora a culpa não seja desta vez atribuível ao BE e PCP os mesmos de alguma forma vão ter alguma culpa. Isto por terem dado a mão ao PS para formar a solução de governo que está a chegar ao fim.

Todos sabemos que não há partidos políticos inocentes. Esta legislatura provou-o sem espaço para qualquer dúvida.  Houve polémicas com toda a gente e para todos os gostos.

Mas esta semana a coisa atingiu o limite da pouca vergonha. Com o aproximar das eleições vêm sempre ao cimo as porcarias que quem ocupa o governo está metido. Mas até para a falta de vergonha tem que haver limites. Afinal está em causa a segurança das pessoas.

Depois dos acontecimentos de Pedrogão Grande e mais tarde Monchique o governo deveria ter aprendido alguma coisa. Mas não é o pior de tudo é que estes senhores são repetentes em lugares de governação.

Seria interessante ver que quem tem experiência em governação fizesse um brilharete. Mas não estes senhores apenas estão onde estão por não terem competência para usarem as “portas giratórias” para irem para as empresas privadas.

Na verdade, são verdadeiramente uns incompetentes. Mas tão incompetentes que apenas estão no governo por serem amigos e camaradas de António Costa. Um governo onde o seu melhor elemento é o ministro das finanças é algo quase contra-natura. A norma é serem discretos ou odiados.

Estas semanas quem tem estado literalmente debaixo de fogo é o ministro Eduardo Cabrita. As coisas com este senhor. Que por sinal é o esposo da Ministra do Mar que por sua vez nomeou uma amiga e sócia para administradora dos portos de Setúbal; Sesimbra e Lisboa.

Este senhor é alguém que faz lembrar aqueles meninos mimados que acham que podem fazer tudo o que lhes dá na vontade e que estão acima do comum dos mortais.

Já tínhamos tido o caso em que os elementos da GNR destacados para fazer a protecção da sua casa teriam sido colocados isto em pleno 2017 numa notícia do jornal O MIRANTE (Santarém) 09-11-2017.

Agora foi o caso das golas feitas em poliéster. Ora bem para além de serem feitas deste material e terem custado mais dinheiro do que deveriam ainda por cima quem ganha o concurso para as fazer não tem qualquer experiência no ramo.

Mas vamos por partes. O governo criou o programa ALDEIA SEGURA cujo objectivo inicial era dar formação a voluntários das povoações para actuarem como oficiais de segurança. Ou seja, seriam estas pessoas que iriam reunir a população e colocar a mesma em segurança até à chegada dos bombeiros.

E decidiram criar um Kit. O mesmo Kit poderia ter além de outras coisas as indicações de como proteger as vias respiratórias dos fumos. Coisa que qualquer cidadão pode fazer com um simples pano de cozinha embebido em água da torneira. Ora não havia necessidade nenhuma de golas coisa nenhuma.

Fazer uma gola para esse efeito é no mínimo questionável por várias razões. Em vez de se dar uso a algo que todos podem ter em casa, não. Obviamente que tinha de se criar artificialmente um negócio. E de preferência para os amigos.

Ao que parece e segundo a imprensa o negócio começou pelas empresas indicadas pelo assessor do secretário de estado para a protecção civil de seu nome Francisco Ferreira.

Um “JOTINHA” de 30 anos de idade que fez o 12.º ano e tinha como profissão padeiro na padaria do irmão. Segundo o jornal O PÚBLICO, este mesmo indivíduo é puxado para o governo como especialista em protecção civil.

DESCULPEM LÁ!!!!! ESPECIALISTA EM PROTECÇÃO CIVIL???

Eu não sou especialista em protecção civil. Mas devo certamente saber mais que o presidente da concelhia do PS de Arouca.

Eu pelo menos tenho formação em primeiros socorros num curso ministrado pela CVP (cruz vermelha portuguesa); E participei numa conferência no dia 12 de Outubro de 2018 sobre o papel das autarquias locais na proteção civil.

Mas há mais coisas que suscitam suspeitas se não vejamos:

1 – A autarquia de Arouca é gerida pelo PS.

2 – A Brain One e a Foxtrot Aventura são propriedade do esposo da autarca da

JF de Guimarães que foi eleita pelo PS.

3 – A empresa Foxtrot Aventura que tem sede no parque de campismo da

barragem da queimadela não é uma empresa do ramo de material de

protecção individual.

4 – Brain One celebrou vários contratos com a autarquia de Arouca e um

com a ANPC esse no valor de 10 900€

A teia à volta disto tudo é grande e ainda pode vir a ser maior.

Para já e porque não foram cumpridos certamente alguns dos preceitos da contratação pública.

Mas afinal qual é o problema das golas? O problema é que são feitas de poliéster. Material que é completamente contra-indicado para este fim.

Os poliésteres, como materiais termoplásticos que são, mudam de forma após a aplicação de calor. Apesar de ser um material combustível a altas temperaturas, eles têm tendência a encolher para longe da chama e a auto-extinguir-se após a ignição. As fibras de poliéster possuem uma elevada tenacidade, bem como baixa taxa de absorção de humidade quando comparada com outras fibras industriais.

No meio disto tudo vem o ministro Eduardo Cabrita com um ar irritado que a comunicação social estava a fazer alarde. Olhe senhor ministro espero que perceba de uma vez por todas que não vale mais do que o mero “almeida” que varre as ruas. Não se esqueça que não passa de um mero funcionário público pago com o dinheiro dos contribuintes.

E, portanto, está sujeito a escrutínio público. Se não quer aturar isto ou se acha que é um membro da realeza europeia sugiro que tome as medidas apropriadas. DEMITA-SE JÁ!!!!

Claro que este caso teria que ter mais coisas agarradas, algo que o PS tão amavelmente nos vai habituando. Logo a seguir surgem os casos dos familiares que tendo negócios no governo andam a ganhar a vidinha com uns negócios criados à sua medida. Desde o ministério das infraestruturas passando pela justiça até à cultura. E de cereja em cima do bolo lá vem Augusto Santos Silva dizer que a actual lei não era clara. A SÉRIO???? Não me façam rir os senhores são uns pulhas. Não respeitam nem o registo de interesses dos deputados. Como é o caso da ex-deputada socialista e actual presidente da câmara municipal de Mirandela, a senhora Júlia Rodrigues que anda a vender alheiras de Vinhais como sendo de Mirandela.

E é esta gente que vai à frente das sondagens e não há alternativa. Rui Rio no PSD foi uma bênção para António Costa. O homem consegue meter toda a gente contra ele. No Porto foi assim conseguiu zangar-se com todas a forças vivas da cidade. Prometeu um banho de ética e deu-nos uma banhada ao ter na sua comissão a advogada que defendeu Pedro Dias. Isto entre outras coisas tolas como mudar o nome dos ministérios.

Já Assunção Cristas decidiu dar uma de madame Ponpadour e decide fazer mostras de penteados no instagram.

Enfim caros leitores(as) se há alguma coisa que ainda me dá esperança é a inauguração do hospital aqui no Seixal. Vai tratar de receber de imediato todas as parturientes que venham do Amadora-Sintra e de Santa Maria. Isto para não falar as pobres mães que no Alentejo têm que ter os filhos nas ambulâncias.

É bom referir que este equipamento de saúde foi executado com doações substanciais e com os arrestos judiciais feitos ao senhor Ricardo Salgado e Joe Berardo.

Também contamos com uma ala de queimados de ponta. Ideal para tratar os políticos que tenham ficado com a mona frita ao usar as golas Cabrita.

Agora despeço-me pois o almoço de inauguração do hospital, para o qual tive a honra de ser convidado, isto na qualidade de membro partido PQP. O almoço vai ter como prato principal alheira de Mirandela. Perdão caros(as) leitores(as) alheiras de Vinhais aquelas 5 toneladas que a ASAE apreendeu à senhora presidente da CM de Mirandela.

Por hoje ficamos assim mas não nos vai faltar assunto. Certamente que a classe política nacional irá fornece-lo de forma generosa.

 

Fontes:

https://omirante.pt/sociedade/2017-11-09-Ministro-poe-guardas-na-rua-para-nao-incomodarem-cao

https://www.publico.pt/2019/07/29/politica/noticia/demitiuse-adjunto-secretario-estado-protecao-civil-1881596

http://www.base.gov.pt/Base/pt/ResultadosPesquisa?type=contratos&query=texto%3Dbrain%2Bone%26tipo%3D0%26tipocontrato%3D0%26cpv%3D%26numeroanuncio%3D%26aqinfo%3D%26adjudicante%3D%26adjudicataria%3D%26desdeprecocontrato_false%3D%26desdeprecocontrato%3D%26ateprecocontrato_false%3D%26ateprecocontrato%3D%26desdedatacontrato%3D%26atedatacontrato%3D%26desdedatapublicacao%3D%26atedatapublicacao%3D%26desdeprazoexecucao%3D%26ateprazoexecucao%3D%26desdedatafecho%3D%26atedatafecho%3D%26desdeprecoefectivo_false%3D%26desdeprecoefectivo%3D%26ateprecoefectivo_false%3D%26ateprecoefectivo%3D%26pais%3D0%26distrito%3D0%26concelho%3D0

https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/empresa-das-golas-inflamaveis-e-de-marido-de-autarca-ps-e-so-tem-fins-turisticos

https://observador.pt/2019/07/31/golas-e-kits-protecao-civil-pode-ter-de-devolver-fundos-europeus/

https://expresso.pt/revista-de-imprensa/2019-08-02-Autarca-com-negocio-de-alheiras-nao-declarou-negocio-quando-era-deputada

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome