Parceiros
Atualidade

ARSLVT vedou acesso à internet das Unidades de Saúde da região de Lisboa e Vale do Tejo

- publicidade -

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) anunciou que «fruto do ataque informático de que o Hospital Garcia de Orta foi alvo, e como medida cautelar, os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde em articulação com a ARSLVT, vedaram o acesso à Internet das unidades de saúde dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) Almada/Seixal (Amora), Arco Ribeirinho (Barreiro) e Arrábida (São Sebastião) e procederam a um varrimento com um antivírus, de modo a detetar eventuais inconformidades no sistema, que felizmente não se vieram a verificar».

Apesar de reconhecer o constrangimento provocado pela limitação de acesso à Internet, a ARSLVT garante que as Unidades de Saúde «estão a conseguir assegurar as consultas do dia/urgentes a todos os utentes».

A ARSLVT esclarece também que «nenhuma Unidade de Saúde da região de Lisboa e Vale do Tejo foi alvo de um ataque informático, exceto o Hospital Garcia de Orta, como foi tornado público» e garante que «está a envidar todos os esforços para que a situação normalize o mais rápido possível» embora não adiante nenhuma data para a normalização dos serviços.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário