CrimeLisboa

Arranharam e morderam polícia após serem alertadas por não usarem máscara de proteção em Belém

Três mulheres foram detidas por agressões a polícias

- publicidade -

Três mulheres de 15, 17 e 45 anos de idade, foram detidas, por serem suspeitas da prática do crime de resistência e coação a Polícia, após terem sido abordadas por policias da 4.ª Divisão Policial de Lisboa no dia 2 de março, pelas 17h50, na freguesia de Belém.

As suspeitas circulavam na via pública, sem efetuar o uso de máscara de proteção facial, levando a que outros utentes alterassem o seu sentido de marcha.

Foram abordadas por elementos policiais e chamadas à atenção sobre o não cumprimento das regras instituídas pelo Estado de Emergência, e alertadas para a necessidade do uso de proteção facial.

Perante a abordagem policial, as mulheres reagiram de forma agressiva, afirmando que não tinham nada que usar qualquer tipo de proteção, nem tão pouco de dar qualquer justificação.

No desenrolar da ocorrência contraordenacional, a fim de ser elaborado o respetivo auto, foi solicitado às infratoras a sua identificação, o que recusaram, e dirigiram vários insultos contra a actuação policial.

Existindo ainda indícios que as suspeitas estariam ilegalmente em território nacional, foram, uma vez mais, alertadas para a necessidade de se identificarem, o que prontamente recusaram.

Em resposta às autoridades policiais uma das mulheres arremessou ainda uma garrafa contra o Polícia.

Na tentativa de suster a ação da suspeita, o polícia foi ainda arranhado e mordido num braço, tendo as outras suspeitas também cometido várias agressões.

As detidas foram presentes no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de apresentações periódicas.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo