AtualidadeJustiça

Apresentações bissemanais a suspeitos por comercialização de armamento e material furtado

Dois homens foram detidos em Torres Vedras por comercialização de armamento e material furtado

publicidade

O Tribunal Judicial de Torres Vedras decretou como medidas de coação a dois homens detidos pela GNR por comercialização de armamento e material furtado, apresentações bissemanais em posto policial da área de residência.

Os dois homens, de 51 e 66 anos, foram detidos por elementos do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Torres Vedras na terça-feira, pela prática dos crimes de detenção de arma proibida e recetação de armas e material furtado, no concelho de Torres Vedras.

No âmbito de uma investigação por detenção de arma proibida, que decorria há cerca de um mês, despoletada por uma vaga de furtos em todo o território nacional, em que os suspeitos compravam material furtado, incluindo armamento, para depois comercializar o material subtraído como se fosse da sua propriedade, os militares da GNR deram cumprimento a nove mandados de busca, dos quais três domiciliárias e seis em veículo.

Desta operação foram apreendidas 15 armas de fogo; 355 munições de vários calibres; 46 ferramentas de vários tipos; 1 arma branca e várias partes de diversas armas.

Esta ação contou com o reforço do Grupo de Intervenção e Operações Especiais (GIOE) e do Grupo de Intervenção Cinotécnico (GIC), dos Destacamentos de Intervenção (DI) de Leiria e Santarém e Núcleos de Investigação (NIC) de Mafra e de Vila Franca Xira, num total de 50 militares.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui