Atualidade

Apoiantes de André Ventura hostilizam jornalistas em Braga

- publicidade -

Os apoiantes da candidatura presidencial do Chega hostilizaram, este domingo, os jornalistas e os repórteres de imagem por noticiarem que ali estavam presentes 160 pessoas no terceiro dia de confinamento, avança a Lusa.

Os ataques foram desde ameaças de violência ao contacto físico com os repórteres de imagem, e apenas duas horas depois do hora marcada para a entrada da comunicação social, foi possível filmar o salão do restaurante cheio de gente.

tarot terapêutico

No momento em que os “cameramen” e repórteres instalavam os seus tripés ou gravadores, os apoiantes de Ventura gritavam: “Pouco importa, pouco importa/se eles falam bem ou mal/queremos o André Ventura/Presidente de Portugal”, como se tratassem de claques de futebol.

O membro da direção nacional do Chega, Rui Paulo Sousa, incitou novamente à agressão ao afirmar: “os nossos adversários estão lá fora, mas alguns estão cá dentro…”, provocando mais gestos ameaçadores dos militantes para com a comunicação social.

“É com orgulho que eu digo chega/É com respeito que me vês/E bate forte cá no meu peito/E é por ti que eu canto, André/Ale, ale, Ventura, Ale/Ale, ale, Ventura, Ale/Ale, ale, Ventura, Ale”, era outra das “letras”, continuaram os cânticos.

Apesar de um jantar para 160 pessoas, o Chega garante que “todos os eventos que estamos a realizar são feitos através das distritais, que contactam a Direção-Geral de Saúde [DGS], com os dados e o cumprimento de todas as regras de distanciamento, das mesas e dos lugares nas mesas”, reiterou Rui Paulo Sousa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui