Nacional

APBV lamenta exclusão dos bombeiros voluntários na discussão com o Governo

- publicidade -

A Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários emitiu um comunicado no qual lamenta que não tenham sido ouvidos nas reuniões que estão a decorrer entre o Governo e a Liga dos Bombeiros Portugueses sobre o futuro do voluntariado.

No documento «Bombeiros excluídos em debate» a Associação refere que «qualquer negociação ou decisão sobre o futuro dos bombeiros, dos voluntários, mas também dos que sendo profissionais das Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários prestam igualmente voluntariado, que não inclua as associações de classe, nomeadamente a Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários (APBV) e a Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais (ANBP), está condenado ao fracasso e ao continuo definhamento desta nobre atividade.»

Aponta também como problemas a «destruição do Estatuto Social de Proteção do Bombeiro, a inexistência de carreiras funcionais e salariais para os profissionais das Associações Humanitárias», assim como «a contínua perda de autonomia técnica-operacional tal como refere o relatório do Observatório Técnico Independente recentemente publicado que refere que nas ultimas duas décadas os Bombeiros Portugueses perderam mais de cinco mil operacionais e por outro lado a autonomia financeira, onde a LBP, digna Confederação representante das Associações Humanitárias, dá mais enfase e importância às verbas transferidas para o seu próprio funcionamento do que os seguros miseráveis dos bombeiros voluntários e a assistência ao bombeiro ferido ou incapacitado.»

A APBV espera agora que o Governo reúna com as associações de classe e de forma partilhada e responsável, «e analisemos em conjunto e encontremos as respostas que o sector anseia há demasiado tempo» e informa que a Direção da APBV enviou no dia 13 de Novembro um ofício ao ministro da Administração Interna de modo para marcar uma reunião.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo