Parceiros
Mundo

António Costa diz ser “urgente reforçar as situações de apoio à Ucrânia” e vai a Kiev

Primeiro-ministro português esteve reunido esta manhã com o presidente ucraniano, por vídeo-chamada.

- publicidade -

O primeiro-ministro António Costa reuniu com Denys Shmygal, primeiro-ministro ucraniano, por vídeo-chamada na manhã desta quarta-feira. Escreve o Correio da Manhã, que o mesmo foi convidado pelo homólogo a visitar Kiev, onde assinará um acordo de apoio financeiro ao país atacado pela Rússia e se encontrará com Volodymyr Zelenskyy, numa data a ser anunciada “em momento oportuno”.

António Costa considera “urgente reforçar as situações de apoio à Ucrânia”, e que as medidas de resposta têm de ser “imediatas naquilo que são as necessidades de apoio ao povo ucraniano” .

Sobre as sanções à Russia, disse apoiar “todas as sanções, como estamos a trabalhar para que possam ser aplicadas”, de modo a “não prejudicar quem não deve ser prejudicado”.

Relativamente à adesão à União Europeia por parte da Ucrânia, o primeiro-ministro português apenas comentou que o processo está demorado.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário