Parceiros
Atualidade

António Costa diz que Portugal está a identificar oportunidades de trabalho para refugiados ucranianos

- publicidade -

António Costa afirmou esta sexta-feira que Portugal já está a identificar oportunidades de trabalho para refugiados ucranianos, e disse esperar que a UE não repita os erros de anteriores crises humanitárias.


Citado pela agência Lusa, o primeiro-ministro disse que foi “um dos membros do Conselho que chamou a atenção que a Europa não deve repetir agora a situação de impreparação que já revelou no passado”, perante “crises humanitárias que se afiguram claramente previsíveis”.


Assim, Portugal deve preparar “desde já os mecanismos de acolhimento”, disse António Costa, esta madrugada, no final de uma cimeira extraordinária de líderes da União Europeia.


Costa repetiu a “obrigação de assegurar proteção internacional a todos”, sendo que “no caso concreto dos ucranianos, Portugal tem uma experiência muito positiva com a extraordinária comunidade ucraniana que já há quase 20 anos reside” no país.


O governante disse ainda que Portugal defende “que deve ser respeitado o princípio da solidariedade europeia, que todos os Estados-membros se devem disponibilizar e que os Estados que, pela sua proximidade geográfica, por terem uma fronteira comum, serão naturalmente os primeiros a serem solicitados na proteção internacional”.


Em Portugal, de acordo com o primeiro-ministro, será assegurada “a concessão imediata de vistos para todos aqueles que sejam familiares, amigos ou conhecidos de residentes em Portugal e queiram desde já ir residir para Portugal”.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário