coronavírusDestaquePaís

António Costa diz que o País não aguenta passar por outro confinamento

publicidade
“Há uma coisa que sabemos: Não podemos voltar a repetir o confinamento que tivemos de impor durante o período do estado de emergência e nas semanas seguintes, porque a sociedade, as famílias e as pessoas não suportarão passar de novo pelo mesmo”, afirmou António Costa, no encerramento da apresentação do programa Simplex 20-21, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa.

Perante a ameaça de uma segunda vaga da pandemia, o Primeiro-Ministro considera que a adaptação da sociedade “tem de ser feita agora, porque ainda há algum tempo de distância para evitar o pior” no próximo inverno. “O tempo é curtíssimo, se calhar não conseguimos fazer tudo, mas temos mesmo de arregaçar as mangas e fazer o máximo possível para assegurar a continuidade do funcionamento da sociedade, designadamente das escolas, das empresas e dos serviços da administração pública, mesmo numa condição tão ou mais adversa como aquela que vivemos em março. Temos de acelerar este processo”, sublinhou António Costa.

Para o Primeiro-Ministro, esta é uma corrida contra o tempo. “Todos os serviços e empresas estão mais bem organizados para assegurar estas condições. Temos de usar os recursos europeus disponíveis, há que acelerar e elevar a ambição daquilo que podemos e devemos fazer. Esse é um outro contrarrelógio que está a correr e que não podemos perder”, finalizou.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui