Política

António Costa diz que Cavaco Silva “despiu o fato institucional e vestiu a t-shirt de militante”

António Costa disse esta segunda-feira que não fica “beliscado” pelas críticas de Cavaco Silva, acusando o antigo Presidente de ter “descido à terra” como militante do PSD para “alimentar o frenesim de uma crise política artificial”.

O primeiro-ministro sublinha que Cavaco “resolveu despir o fato institucional próprio, a que muitas vezes nos habituou e que todos respeitamos como estadista, para vestir a t-shirt de militante partidário e fazer um discurso inflamado para animar as suas hostes partidárias”.

Recorde-se que no discurso de encerramento do encontro nacional dos autarcas social-democratas, Cavaco Silva classificou a governação socialista como “desastrosa” e referiu que o primeiro-ministro “perdeu a autoridade e não desempenha as competências que a Constituição lhe atribui”.

Para António Costa, “a direita portuguesa agora está a querer criar o mais rapidamente possível uma crise política artificial, de forma a não dar tempo que os portugueses sintam, como têm direito a sentir plenamente, os benefícios desta recuperação económica, porque só uma crise política hoje poderia interromper esta dinâmica de bom crescimento”, condena.

Sobre o caso que envolve João Galamba, o primeiro-ministro garante que já disse “tudo o que tinha a dizer”, acrescentando: “Um episódio, por muito deplorável que seja – como foi, – não se transforma no principal problema do país. O principal problema do país para as pessoas é a expectativa e a confiança de que a nossa economia vai manter esta trajectória de crescimento, que o emprego vai continuar a crescer, que os rendimentos vão continuar a melhorar que a inflação vai mesmo continuar a baixar. Isto é o centro das preocupações das pessoas e também, obviamente, o centro da preocupação do Governo”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *