Famosos

Andreia Dinis sofre com o desemprego, depois de fazer uma novela na SIC e não lhe darem mais oportunidades

- publicidade -

Andreia Dinis era presença assídua no ecrã e desde 2019 quando participou no ‘Golpe de Sorte’, da SIC, nunca mais teve trabalho na área, mas admite que foi em 2017 que começaram a faltar oportunidades.

Em declarações à revista ‘TV Guia” admite que “com muita tristeza minha, não consigo entender o que é que aconteceu. E isto é algo que mexe muito comigo ou com qualquer artista que esteja na minha situação”.

E diz mesmo que os canais se esqueceram do seu longo percurso: “Ao longo de todos estes anos, dei muitas provas do meu trabalho, daquilo que sou capaz. De um momento para o outro, apostam em caras novas e parece que há outras que ficam esquecidas. E eu acho bem que se aposte em caras novas, mas, antigamente, havia uma rotatividade. Um ator fazia um projeto e descansava no outro, mas voltava a seguir. Era uma forma de garantir que todos trabalhávamos”, afirmou. 

Sobre a falta de convites os canais deram algumas desculpas que não a convenceram: “Diziam-me que não havia uma personagem para mim ou que as que existiam não eram para o meu perfil. Não percebo e entristece-me muito“.

Mas faz questão de deixar um apelo: “Gostava muito que as direções dos canais prestassem atenção à rotatividade dos atores. Dei sempre o litro! Nunca faltei com o cumprimento das minhas tarefas. Sinto-me revoltada, injustiçada e triste. De um momento para o outro, passa-se de bestial a besta sem saber o porquê”.

Para já, sem trabalho e com contas para pagar, tenciona mudar de profissão: “Isto entristece-me muito. Faz-me ponderar o meu futuro profissional, porque continuam a existir contas para pagar. Não posso dizer que é fácil, porque não é. Gostava de continuar a viver daquilo que mais amo fazer, mas se não conseguir, vou ter de pensar numa alternativa”.

Pois tem vivido à custa de economias: “Até agora, vivi com tudo o que consegui juntar ao longo dos meus anos dede trabalho, mas as poupanças acabam e a incerteza deixa-nos receosos quanto ao futuro”.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo