Atualidade

André Ventura considera ‘infundada’ acusação de família do Bairro da Jamaika

- publicidade -

O julgamento de André Ventura começou esta segunda-feira no Palácio da Justiça em Lisboa, após um processo movido por uma família residente em Vale de Chícharos, conhecido como bairro da Jamaika, no Seixal.

Em causa estão as declarações do líder do Chega, durante um debate televisivo para as eleições presidenciais, em que chamou ‘bandidos’ aos elementos da família que surgiam numa foto com o Presidente da República.

À saída do Palácio da Justiça, em Lisboa, André Ventura afirmou que «ficou provado que a acusação de que é alvo não tem fundamento» e afirmou que voltaria «a dizer a mesma coisa no debate com Marcelo Rebelo de Sousa e que, por isso, não deve um pedido de desculpas à família».

Numa publicação no seu perfil de Facebook de ontem, André Ventura, escreveu que «entendo que não houve nenhum carácter ilícito nas minhas declarações. Estarei amanhã no Palácio da Justiça às 10h. Mesmo não concordando, mesmo achando que está em causa a liberdade de expressão, não deixarei de estar pessoalmente no tribunal. Obrigado a todo o apoio que me têm dado!».


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *