Parceiros
Opinião

Análise Política de João Garrett Condelipes

Uma crónica de João Garrett Condelipes.

- publicidade -

Em 01/05/1949, na atual Vila do Samouco, e em pleno Estado Novo, é colocada a primeira pedra, em sintonia com o plano de combate á iliteracia e analfabetismo de Salazar, onde viria a nascer a primeira escola primária do Samouco. O evento contou com a presença do Ministro da Economia, e do presidente da Junta de Freguesia do Samouco, o Sr. José Coelho.

Passado uma década, a obra que contava apenas com 2 salas, estando já em muito ultrapassada a capacidade da infraestrutura, para o objetivo que foi construído. Com a perseverança de 2 Alcochetanos, os Srs., Elmano Santos e João Leites, também com o contributo do Governador do Distrito de Setúbal. O Secretário de Estado da Educação do Estado Novo, á época, o Dr. Baltazar Rebelo de Sousa, pai do atual Presidente da Républica, o Professor Marcelo Rebelo de Sousa, em 1959, publica por despacho, a construção de um 1º andar a acrescer ao edifício já edificado, com vista a melhorar substancialmente a capacidade da infraestrutura, incluindo também a construção de um refeitório em anexo. Mas com as dificuldades e o atraso que se verificava no país, fruto do regime do Estado Novo, constatou-se que o montante disponibilizado para a obra, não chegaria para concluir o refeitório previsto.

Pelo que, o então Secretário de Estado da Educação do Estado Novo, Dr. Baltazar Rebelo de Sousa, do seu bolso, se prontificou a disponibilizar a quantia em falta, para que as crianças da escola pudessem usufruir de um refeitório, inclusive em 1979, foi afixada no edifício do refeitório, uma placa de agradecimento, pela ação de benemérito ao Dr. Baltazar Rebelo de Sousa, pela população do Samouco. Placa essa que desapareceu, estando destruída, ou dado como desaparecida (foto em baixo).

Nas comemorações dos 48 anos do 25 de Abril, que decorreram no Fórum Cultural de Alcochete, onde estive presente em representação do PSD de Alcochete, e como referi anteriormente, assistimos infelizmente, a discursos inflamados nos 2 extremos com representação politica em Alcochete, da parte da esquerda, com os devidos cravos na lapela, quais donos do 25 Abril, enquanto assistia serenamente com o meu cravo na mão, aos termos fascistas, a direita é, o grande capital foi, nós somos os defensores dos trabalhadores, o patronato é um papão, enfim, 1917 em 2022.

Com a tomada de conhecimento, que inclusive me foi confirmado por um eleito.(a)., do PS do Concelho de Alcochete, que o referido partido, já por inúmeros meios e tentativas, á data sempre sem sucesso, tenta a todo o custo, conseguir convidar o atual Presidente da Républica, o Professor Marcelo Rebelo de Sousa, eleito pelo PSD, para a inauguração da nova Escola Básica Nº1 do Samouco, e bem! Visto a afetividade que indiscutivelmente existe entre o Dr. Baltazar Rebelo de Sousa, e a infraestrutura infra, com a mais valia da deslocação do Professor Marcelo Rebelo de Sousa ao concelho de Alcochete, pois com ele, arrasta toda a comunicação social.

Desafio o atual executivo de maioria socialista, na pessoa do Presidente da C.M. de Alcochete, Sr. Fernando Pinto, a clarificar o Concelho de Alcochete, e em concreto os fregueses da Vila do Samouco, se por sua vontade e do executivo que lidera, não é verdade que pretende homenagear na Vila do Samouco, uma figura de extrema relevância na doutrinação do regime do Estado Novo, o Dr. Baltazar Rebelo de Sousa, em plena Vila do Samouco ?

Ação somente ainda não concretizada, pela recusa do gabinete do Presidente da Républica, a minha opinião pessoal não é relevante, pois inclusive já a exprimi em cima, mas o PSD e a direita democrática, humanista, social, interclassista, não podem continuar a permitir, que se lhes tentem colar através da utilização de falacias, estigmas, preconceitos, para depois quando convém, “virar-se o bico ao prego”. Votei em consciência nas últimas 2 eleições presidenciais, no Professor Marcelo Rebelo de Sousa, naturalmente, como a maior figura de Estado Português, eleito pelo PSD, é muito bem vindo no meu concelho.

Quem fez oposição ao mesmo, pretende agora através do mediatismo do filho, homenagear uma figura do Estado Novo? Era mais que expectável que Marcelo, vos dissesse não!

Com o Castelo como pano de fundo, decorreu na Biblioteca Municipal de Palmela, a apresentação ao Distrito de Setúbal, da Candidatura do Dr. Luís Montenegro, à presidência do PSD.

Com a sala esgotada, este grande evento de militância Social-Democrata, superou todas as expectativas, com os militantes e simpatizantes do PSD, no Distrito de Setúbal, de forma massiva, a afirmarem presentes!

O discurso agregador, de união, de apelo às massas, como “o partido mais Português, de Portugal” que orgulhosamente somos. Fomenta a superação, o espírito de trabalho em equipa, para a mudança necessária, para concretizar as reformas que Portugal precisa!

Como Mandatário da Campanha #ACREDITAR, de forma humilde, mas com um enorme sentido de responsabilidade, em representar a minha querida Vila de Alcochete. Na primeira pessoa, tive a oportunidade de transmitir ao futuro Presidente do PSD, e ao próximo Primeiro-Ministro de Portugal, “para um mandato de 8 anos”.

Que o trabalho desenvolvido pela atual comissão política do PSD de Alcochete, e a minha presença, também são em representação do melhor resultado do PSD, nas últimas eleições Legislativas, no Distrito de Setúbal, alcançado em Alcochete e o compromisso de que daí advém do Partido para com o Concelho, e com o Distrito! O meu muito obrigado, e um enorme bem haja, a todos os simpatizantes e militantes do PSD, do Concelho de Alcochete.

- publicidade -

Perante a trapalhada na tentativa de passar responsabilidades, nos graves acontecimentos nos serviços municipais da C.M. de Setúbal, entre a autarquia e o executivo socialista.

Ficou clarificada a recusa do PS, em ouvir o autarca de Setúbal no parlamento, quando inclusive o PCP votou a favor.

O PS tinha conhecimento destas graves práticas, no mínimo, pelo menos há cerca de 2 anos, mas à época, vivíamos no período da (des)governação “geringonça”, e o PS igual a si mesmo. Preferiu a estabilidade governativa, em detrimento da defesa das liberdades e direitos adquiridos, ao abrigo do Direito Internacional.

Como é seu apanágio, o PS vê no poder, não uma forma de contribuir para a evolução, e (ou) a melhoria da qualidade de vida dos Portugueses, mas como um fim, para manter a sua sobrevivência enquanto partido político.

O Dr. António Costa, como qualquer líder em qualquer organização/empresa, tem que assumir as responsabilidades, do que infelizmente sucedeu em Setúbal!

O Dr. Mário Centeno como presidente do banco de Portugal, defende agora, exactamente o oposto, do que defendia o Dr. Mário Centeno, Ministro das Finanças.

Com a falta de sensibilidade social, de quem aufere 17000€, e tendo consciência das graves dificuldades que as famílias portuguesas infelizmente atravessam, com o aumento da inflação, a média em Portugal recua 0,6% este ano em termos reais. Queda que pode chegar aos 2,8% no pior cenário do Banco de Portugal para a inflação. Com as recentes sugestões das medidas pró-Troika, ao Dr. Mário Centeno, ficava-lhe bem ter a humildade, no reconhecimento do Governo PSD que o antecedeu, para quem inclusive, perdeu as eleições em 2015, subvertendo o resultado eleitoral, com o maior golpe de estado do Portugal democrático, chamada “geringonça”.

A inflação em Portugal atingiu 7,2% em Abril. É o valor mais alto em 29 anos.

O banco de Portugal informou que face a janeiro de 2021, a dívida publica que se fixou nos 272,437 milhões de euros em Janeiro deste ano, aumentou em 2568 milhões de euros.

Facto! O atual executivo governativo, não reúne a qualidade de quadros, muito pelo contrário, que o País precisa para enfrentar a atual crise sistémica. A manter-se a taxa de inflação de 5,3% entre Abril e Dezembro, e sendo provável que a taxa de inflação mensal continue a aumentar, a taxa de inflação em 2022 em Portugal seria de 5%, sinalizando uma perda de poder de compra adicional de cerca de 3,9% num ano, se os salários nominais forem aumentados em apenas 0,9%.

Continua a saga do ministro do Maserati, o Dr. Pedro Nuno Santos, que afirma que não sabe se a transportadora TAP, consegue pagar os 3,2 milhões de euros, os prejuízos de 54 milhões continuam este ano.

O Ministério Público arquivou esta quarta-feira, o processo contra Eduardo Cabrita, onde o antigo Ministro estava acusado de homicídio. Visto que a PGR (nomeada pelo PS), manteve a acusação apenas ao motorista, o ex-Ministro e chefe de segurança da PSP, não estão acusados de homicídio

Com os factos constatados nos executivos de socialistas de Sócrates e Costa, deveria ser imperativo, a alteração da legislação do código do trabalho, classificando a profissão de motorista, como de alto risco!

Na sua relação inversamente proporcional com a verdade, em bom rigor, Costa já em 2017, sob o lema, “palavra dada, palavra honrada”, promete um médico de família para todos os Portugueses, além de ser do senso comum, o juízo de valor na análise da veracidade da afirmação do atual Primeiro-Ministro. O número real em Abril 2022, inclusive aumentou para 1.299.376 Portugueses sem médico de família.

#euAcredito!  


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário