JustiçaSeixal

Amora | Trio que assaltou duas vezes a mesma loja de penhores será presente a tribunal colectivo

O Ministério Público do Seixal deduziu acusação, para julgamento em processo comum com intervenção do tribunal coletivo, contra três arguidos, um pela prática de dois crimes de roubo e dois crimes de detenção de arma proibida e os outros dois pela prática de um crime de roubo e um crime de detenção de arma proibida.

Conforme a acusação a que o Diário do Distrito teve acesso, «no dia 22 de dezembro de 2021, dois dos arguidos entraram numa loja de penhores, na Cruz de Pau, Amora, usando uma máscara cirúrgica que lhes tapava a cara e empunhando uma pistola e sob ameaça, exigiram aos funcionários que abrissem o cofre bem como a caixa registadora.


Os arguidos retiraram ainda de um expositor diversas peças em ouro e diamantes, no valor de cerca de 12.800€, após o que abandonaram a loja.

Noutra ocasião, no dia 6 de janeiro de 2022, dois dos arguidos entraram na mesma loja de penhores, com a cara tapada por máscaras cirúrgicas e ameaçaram os empregados.

Um dos arguidos desferiu de imediato socos no rosto de um dos funcionários e encostou-lhe a arma às costas, obrigando-o a abrir o cofre.

De seguida, um dos arguidos dirigiu-se à caixa registadora enquanto o outro arguido retirava do expositor várias peças de ouro e pedras preciosas, obtendo um valor global de cerca de 20.000€, colocando-se depois em fuga.

A investigação foi dirigida pelo Ministério Público da secção do Seixal do DIAP da comarca de Lisboa.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.