AtualidadeInternacional

Amazónia: Desflorestação subiu 54% em dez meses

- publicidade -

O Sistema de Alerta ao Desmatamento da organização não-governamental Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazónia (Imazon) comunicou que a desflorestação da Amazónia brasileira subiu 54% nos últimos dez meses, com um total de 4.567 quilómetros quadrados de floresta destruída entre agosto do ano passado e maio de 2020.

Só em maio, a floresta perdeu 648 quilómetros quadrados, sendo esta a segunda maior taxa de desflorestação deste mês da última década. Os dados do Imazon indicam que o território indígena brasileiro mais afetado pela desflorestação foi o Kayapó, no estado do Pará, e que a pandemia de COVID-19 também tem contribuído para a diminuição destes povos.

Recorde-se que, para além da desflorestação causada pela mão humana, a floresta amazónica teve um dos maiores incêndios de que há registo, em outubro de 2019, com cerca de 906 mil hectares de território perdidos.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui