AtualidadeInternacional

Alunos em Greve Climática Estudantil esta Sexta-Feira

- publicidade -

Os alunos são sair à rua esta sexta feira, naquele que é considerada uma “greve climática”, mas cuja narrativa cuja “narrativa” equipara a crise climática ao “sexismo e racismo, discriminação de deficientes e desigualdade de classes”.

Os jovens têm protestos marcados para algumas cidades portuguesas, entre elas, Albufeira, Braga, Funchal, Lisboa, Porto ou Sines.

O protesto que tem também cerca de 1.500 ações espalhadas pelo mundo, 14 das quais em cidades portuguesas, pretende “intimar os colonizadores do Norte”, a pagar a “dívida climática pela quantidade desproporcional” de emissões poluentes ao longo da História.

Segundo se lê num manifesto divulgado na página da internet do movimento “Fridays of Future”, “a crise climática não existe num vácuo. Outras crises socioeconómicas como o racismo, o sexismo, a discriminação de deficientes, desigualdade de classe e outras amplificam a crise do clima e vice-versa”.

Neste mesmo comunicado, é dado aos ativistas a “narrativa” de que o inimigo do movimento surge claramente identificado: “a elite do Norte Global que causou a destruição das terras dos ‘Povos e Áreas Mais Afetados’ através do colonialismo, imperialismo, injustiças sistémicas e ganância cruel que acabou por causar o aquecimento do planeta”.

Como já dissemos há várias cidades com protestos marcados. O maior prevê-se que seja em Lisboa, pelas 10 horas, no Jardim Amália Rodrigues no cimo do Parque Eduardo VII. No Porto, os manifestantes irão juntar-se às 15 horas para uma marcha entre a Praça da República e os Aliados.

 

 

 

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo