Alunos agredidos em lutas combinadas

Crianças agredidas em escola de Setúbal preocupa pais

0
816
Tempo de Leitura: 1 minuto

O primeiro caso ocorreu na Escola do Aranguêz, em Setúbal, como adianta a edição online da SIC, um aluno foi agredido por outro que o tentou asfixiar com um saco plástico na cabeça e depois pontapeado. A vítima foi socorrida por colegas que chamaram de imediato uma professora que passava perto do local da agressão.

A professora levou a vítima para uma sala e deu um papel para que a criança escrevesse o que tinha acontecido, pois o aluno não conseguia falar. Feita a descrição do que aconteceu o aluno foi transportado de ambulância para o hospital de Setúbal onde recebeu os tratamentos hospitalares, o caso foi encaminhado para a diretora do agrupamento e o agressor foi suspenso das aulas. Para indignação do pai do aluno agredido é a retomada à escola por parte do agressor antes dos três dias de suspensão, questionando a direção da escola que explicou <<estar em tempo de exames e não podem prejudicar os alunos>>, o que deu origem a que os dois alunos estivessem no mesmo local onde um dos alunos foi vítima de agressões. O caso está a preocupar os pais, neste caso já foram apresentadas queixas junto da PSP e o caso vai seguir para tribunal. Dias depois, uma outra aluna foi alvo de mais uma agressão, pontapeada no peito, tendo recebido tratamento hospitalar, os casos estão em fase de investigação.

Segundo os alunos, as lutas são combinadas através de telemóvel com grupos rivais ou alvos escolhidos para agredir, as armas também são escolhidas, como paus, facas ou outros objetos que possam ferir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome