AlmadaCultura

Almada recebe as Jornadas Europeias de Arqueologia 2022

As Jornadas Europeias de Arqueologia (JEA) são um evento organizado por dezenas de países europeus ao qual, o Município de Almada se associa. Três actividades celebram estas jornadas em Portugal

Para assinalar esta importante data, no Sábado dia 18 de Junho realizar-se-á uma visita orientada ao Sítio Arqueológico da Quinta do Almaraz, um povoado do 1.º milénio a.C e, o Museu de Almada – Casa da Cidade vai estar de portas abertas para as famílias, com a “Barca”, uma oficina de escultura e brincadeira, e “Almada, 3000 anos de chão”, um espetáculo interativo e multimédia inspirado na nova exposição permanente e concebido de raiz para comemorar este evento.

O Sítio Arqueológico da Quinta do Almaraz é um povoado do 1º milénio a.C. que surge no contexto da diáspora das populações fenícias para Ocidente. A localização privilegiada numa plataforma sobranceira ao rio Tejo conduziu a que tivesse um papel determinante nas dinâmicas produtivas, comerciais e administrativas da Foz do Tejo durante aquele período. O conjunto de materiais recolhidos durante as escavações e as características proto-urbanas da sua arquitetura revelam uma comunidade pujante, que aqui habitou ao longo de vários séculos. É também, por esta razão, um dos mais importantes sítios arqueológicos da região. Venha conhecer de perto a história associada a este sítio numa visita guiada realizada pela equipa de arqueólogos da Câmara Municipal de Almada (CMA) com inicio às 10h30.


Escavações no Sítio Arqueológico da Quinta do Almaraz

A Barca será uma oficina de construção simples de pequenas embarcações, um palmo e meio de barco, reaproveitando materiais; revisitando a história de Almada a partir das suas embarcações. O fecho da oficina será com uma pequena regata num lago da cidade. Destina-se a famílias com crianças a partir dos 5 anos.

Almada, 3000 anos de chão” é um espetáculo interactivo/multimédia em que uma máquina de fotografar o passado leva duas exploradoras e o seu público numa viagem pelo território de Almada, entrelaçados por um tapete feito de fibras ancestrais e muita vontade de conhecer o antes, o agora e o depois. Um espectáculo em que o cenário é para ser tocado, partilhado e construído com os espectadores. As imagens são feitas de lã merino, madeira e alguns pixels e, a história é apresentada enquanto compromisso com o futuro deste pedacinho de planeta abraçado por água, sol e vontade de viajar. Destina-se a famílias com crianças a partir dos 5 anos. A mediação está a cargo do Mundo do Espectáculo, com criação de Catarina Pé-Curto, Francisca Silva, Joana Arez, interpretação de Francisca Silva, Joana Arez e cenografia de Catarina Pé-Curto.

Esteja também atento às redes sociais da CMA, onde também neste dia vão ser publicados vídeos sobre a Arqueologia em Almada, com imagens do património arqueológico em estudo no âmbito do Projeto “Almada Velha: Valorização Patrimonial do Núcleo Histórico Urbano”, um projeto que reúne investigadores da Câmara Municipal de Almada, do Centro de Investigação da NOVA FCSH, CHAM – Centro de Humanidades, e do CIAS – Centro de Investigação em Antropologia e Saúde.

Pode ver a programação completa das Jornadas Europeias de Arqueologia aqui

Site oficial das Jornadas Europeias de Arqueologia

Informações e inscrições: museus.comunica@cm-almada.pt 

(inscrições obrigatórias até 48h antes do evento)

As Jornadas Europeias de Arqueologia

As Jornadas Europeias de Arqueologia (JEA) destinam-se a incentivar os poderes públicos e os agentes arqueológicos a valorizarem o património arqueológico. Têm por base uma plataforma digital, chamando a atenção do público para a multiplicidade e a diversidade dos patrimónios e das iniciativas relacionadas com a arqueologia na Europa. Visam ainda a promover a constituição de uma rede de intervenientes no domínio da arqueologia em todos os países membros do Conselho da Europa. 

Durante as JEA, todos os atores da área da arqueologia mobilizam-se para dar a conhecer ao público os tesouros do património e os segredos da disciplina. Operadores de escavações, organismos de investigação, universidades, museus e sítios arqueológicos, laboratórios, associações, centros de arquivos e colectividades territoriais são incentivadas a organizar atividades inovadoras, originais e interativas para o grande público. Nesse sentido, as JEA têm lugar anualmente no terceiro fim-de-semana de Junho, em todos os países membros do Conselho da Europa. Desde 2010 que o Ministério da Cultura confia ao Inrap (Instituto Nacional de Pesquisas Arqueológicas Preventivas) a coordenação e a promoção das JEA em Portugal.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.