AlmadaCrime

Almada | Ladrão ‘azarado’ fica em prisão preventiva

O Ministério Público de Almada apresentou um arguido a primeiro interrogatório judicial pela prática de dois crimes de roubo agravado na forma tentada.

O arguido encontra-se igualmente a ser investigado no âmbito de outro inquérito por factos de idêntica natureza, tendo este processo sido apensado ao anterior.


Segundo a acusação, existem fortes indícios de que, no dia 24 de novembro de 2021, o arguido entrou num estabelecimento comercial, simulando ter uma arma no bolso e exigiu à proprietária que lhe desse o que tinha.

A vítima refugiou-se por trás do balcão e conseguiu empurrar o arguido de forma a que este caísse no chão, colocando-se, de seguida, em fuga.

No dia 21 de dezembro de 2021, o arguido terá forçado a entrada numa residência através de uma janela e ameaçou o proprietário encostando-lhe um canivete ao pescoço, no entanto, a vítima conseguiu reagir e dirigiu-se aos gritos para o hall do prédio.

Com o auxílio de um vizinho, o arguido foi desarmado, mas conseguiu colocar-se em fuga.

Viria a ser detido momentos depois, a escassas centenas de metros do local dos factos por militares da GNR.

Após primeiro interrogatório judicial, o arguido ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

A investigação prossegue sob a direção do Ministério Público da secção de Almada do DIAP da comarca de Lisboa, coadjuvado pela GNR da Charneca da Caparica.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.