ALMADA – Católicos e muçulmanos unem-se em almoço solidário

DR - Diocese de Setúbal
publicidade
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Realizou-se no dia 10 de Dezembro, pela nona vez, o almoço solidário promovido pela comunidade Islâmica de Almada com vista a apoiar famílias que são acompanhadas pelas equipas da Associação de Solidariedade e Desenvolvimento do Laranjeiro (ASDL).

Apesar do objetivo ser solidário, este momento é embebido de uma «coabitação salutar» conforme salientou no seu discurso Altaf Siddik (responsável pela Comunidade Islâmica do Sul do Tejo), por reunir num mesmo espaço entidades como a Câmara Municipal de Almada, Polícia de Segurança Pública, associações que desenvolvem o seu trabalho na área e ainda representantes do Clero, como o Padre Daniel (paróquia do Miratejo) e o Pároco da Cova da Piedade, Padre José Pinheiro.

O evento começou há nove anos com cerca de 80 convidados e hoje este ano duplicou o número de participantes no evento.

O Sheik David Munir (imã da Mesquita Central de Lisboa) recordou aos presentes que o nascimento de Jesus, momento para o qual caminhamos é reconhecido numa das passagens do Alcorão «como a chegada de um profeta mensageiro da palavra de Deus».

‘Dignidade’ foi a palavra central do discurso de Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada, referindo que «este almoço coincide este ano com o dia em que se comemoram 70 anos da ‘Convenção dos Direitos Humanos’ e que a nossa presença, unida naquele momento e espaço, é uma demonstração plena do que esse conjunto de direitos preconiza».

Para o Pároco da Cova da Piedade e Presidente do Centro Social Paroquial Padre Ricardo Gameiro, Padre José Pinheiro, estes encontros revestem-se de uma importância maior, a qual vai além do apoio à comunidade carenciada, pois são prova viva de que é possível entidades civis e inter-religiosas unirem-se por valores comuns e fomentar o diálogo permanente tão necessário na atualidade.

Fonte: Diocese de Setúbal

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome