DesportoSetúbal

AG de destituição no Vitória FC adiada para 4 de dezembro

A Assembleia Geral extraordinária do Vitória FC estava marcada para 2 de dezembro, mas foi adiada para dia 4 do mesmo mês.

- publicidade -

A Assembleia Geral extraordinária do Vitória Futebol Clube estava marcada para 2 de dezembro, mas foi adiada para dia 4 do mesmo mês.

Nesse dia será votada a destituição (ou não) da direção presidida por Paulo Rodrigues. A Mesa da Assembleia Geral (MAG) dos sadinos informou que a reunião magna decorre entre as 11h00 e as 21h00, na Sala do Bingo, no Estádio do Bonfim.

O ponto único será votar a seguinte proposta: Face ao momento vivido no Vitória Futebol Clube e em especial na Vitória Futebol Clube SAD, entende que a Direção deve ser destituída?”, pode ler-se.

A nota foi assinada por Nuno Soares e Filipe Beja, respetivamente, presidente e vice-presidente da MAG, refere que “A direção não tem conseguido criar condições para cumprir as promessas eleitorais. Além disso, mantém-se muito indefinida a situação do Vitória Futebol SAD, cujo capital é detido quase exclusivamente pelo Vitória Futebol Clube”.

Não há qualquer justificação para a alteração da data, mas sim o apelo aos sócios para votarem. “Entendemos que a melhor forma de servir o clube e traçar um rumo que permita resolver os prementes problemas com que o clube se debate é dar a palavra aos associados para que estes decidam o caminho do futuro”.

O comunicado esclarece o seguinte: “Se na votação ganhar o ‘Não’, a Direção fica legitimada com este voto de confiança e pode continuar a exercer as suas funções e cumprir o mandato da forma que melhor entenda. Se na votação o ‘Sim’ for o mais votado, consideraremos que tal equivale à revogação do mandato da Direção e demais órgãos sociais, por terem sido eleitos em lista única e serão convocadas eleições gerais, para todos os órgãos sociais”, lê-se.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo