coronavírus

Administrador de hospital em Famalicão vacina a filha, mulher e prima. 20 enfermeiros ficaram de fora

- publicidade -

Salazar Coimbra, administrador do hospital Narciso Ferreira, em Riba de Ave, Vila Nova de Famalicão, segundo avança o CM, terá vacinado várias pessoas da família contra a covid-19, à revelia do plano nacional de vacinação. Pelo menos a filha, médica em licença e a trabalhar noutra instituição, a mulher que surge na lista enquanto médica do serviço, mas que não tem profissão e uma prima rececionista foram vacinadas.

As familiares de Salazar Coimbra aparecerem com os dados adulterados nas listas, segundo o jornal, nomeadamente a filha como médica internista ao serviço do internamento dos doentes de covid-19, a mulher sem profissão definida enquanto médica na “linha da frente” e pela descrição foi mesmo vacinada no primeiro dia.

A mulher e a filha surgem como quadros do hospital, mas não desempenham lá qualquer função, bem como o administrador que apesar de um papel na estrutura do hospital, não tem contacto direto com doentes. A família e Salazar Coimbra terão sido vacinados nos dias 14 e 15 de janeiro.

À lista juntam-se outros familiares, uma prima rececionista, um porteiro e um empregado de armazém, que ficaram com a vacina no lugar de 20 enfermeiros que trabalham no internamento de covid-19.

O hospital Narciso Ferreira, já se pronunciou, através do seu enfermeiro-diretor, Raul Marques, classificando as notícias como “totalmente falsas e infundadas”, mostrando disponibilidade para divulgar as “listas de profissionais da instituição, os critérios aplicados na seleção dos profissionais de primeira linha e das doses remanescentes a quem foram aplicadas”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui