AtualidadeDestaqueRevista de imprensa

Acontecimentos da semana

A semana fica marcada com vários acontecimentos quase todos em volta da festa mais badalada do momento.

publicidade

A semana de 24 a 30 de agosto começou com a polémica em volta da festa do Avante, o PCP não desmobilizou e continua empenhado em levar a sua à Avante, mas não foi só a polémica em volta da festa que está a preocupar moradores e comerciantes da Amora, no Seixal, que marcou a semana, também a descida de divisão do Vitória Futebol Clube também marcou a atualidade.

Providência Cautelar contra a festa do AVANTE

O primeiro dia da semana arranca com a noticia da providência cautelar apresentada pelo empresário e dirigente associativo de Palmela, Carlos Valente, que logo pelas primeiras horas entrega o requerimento no Tribunal Judicial do Seixal. O requerimento apela para que os juízes possam travar a festa comunista em prol de todas aquelas festas e bares que também não podem laborar devido à pandemia que Portugal atravessa de Covid-19.

Moradores preocupados com falta de segurança nas zonas rurais

Os moradores das zonas rurais do concelho de Palmela, estão preocupados com a falta de segurança que vivem dia após dia nas zonas mais longe dos grandes centros urbanos. Há mesmo relatos de moradores que foram abordados por falsos inspetores da Segurança Social que os tentaram burlar com a história das notas que iriam deixar de circular. As autoridades dizem estar atentas, mas nada conseguem fazer.

PCP afirma que providência cautelar é racionária

Depois de conhecida a entrega da providência cautelar no Tribunal Judicial do Seixal, o Partido Comunista Português informou de que a mesma não terá fundamentação suficiente para travar a festa do AVANTE e que é racionária. O empresário que interpôs o requerimento não quis falar sobre o assunto, remetendo para a decisão dos tribunais.

Covid-19 não dá tréguas

O Governo de António Costa terá prolongado o Estado de Contingência para Lisboa e Vale do Tejo devido à pandemia não dar tréguas às autoridades de Saúde. O Conselho de Ministros reuniu e também decidiu que Portugal a partir do próximo dia 15 de setembro vai recuar nas medidas preventivas, passando todo o território a estar abrangido pelo Estado de Contingência. A razão foi que terá que ser preparado o regresso ao trabalho e às aulas.

Surto no Hospital de Vila Franca de Xira

O Hospital de Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa, foi palco de noticia esta semana, pois um surto de Covid-19 terá afetado doentes e profissionais de Saúde daquela unidade que foi colocada em isolamento a ala onde apareceu a surto. A situação está controlada, mas continua nos olhares das autoridades de saúde nacionais.

Vitória FC vê recusada providência cautelar pelo Tribunal Arbitral do Desporto

O Vitória FC está a passar um mau momento, pois a providência cautelar que apresentou junto do Tribunal Arbitral do Desporto foi recusado, o clube com representatividade na margem sul do Tejo viu cair por terra a sua luta e descer de divisão, para o Campeonato de Portugal. Logo muitas vozes sadinas se levantaram contra a situação que está a deixar os vitorianos com os nervos à flor da pele. O presidente do clube diz mesmo que é uma cabal que estão a fazer ao Vitória FC.

Tribunal do Seixal encaminha providência cautelar para Lisboa

Depois de apresentada no início da semana a providência cautelar para travar a festa do AVANTE, o juiz do Tribunal do Seixal não quis assumir qualquer posição, despachando o requerimento para o Juízo Central de Lisboa com a alegação de que o Partido Comunista Português tem sede em Lisboa, o documento será avaliado por um juiz do Campus de Justiça que se pronunciará já nos próximos dias.

MIM desmente presidente da Câmara de Palmela

Depois de um momento acesso na última reunião do executivo de Palmela devido às verbas que foram encaminhadas tardiamente para os bombeiros, a semana ficou marcada com a tomada de posição do MIM que acusa o presidente da Câmara de Palmela de estar sempre com insinuações sobre processos judiciais contra o fundador do MIM, José Calado.

Filas indetermináveis indignam redes sociais

A semana também ficou marcada com as filas indetermináveis na passada quinta-feira, no Norte e no Sul, o Freeport em Alcochete foi um desses espaços onde as filas tinham vários metros de pessoas que não cumpriam com os distanciamentos sociais impostos pela Direção-Geral da Saúde. As imagens rapidamente se difundiram e vários comentários foram deixados nas redes sociais.

Carta Aberta de advogado gera polémica

Uma carta aberta enviada aos jornais pelos advogado Paulo Edson Cunha, do Seixal, gerou polémica nas redes sociais, o advogado está indignado com a posição do PCP em levar a sua AVANTE, especialistas em direito tem a mesma opinião e já falam que se caso houver um surto devido à festa do AVANTE, o mesmo pode ser considerado crime. Os portugueses estão atentos a tudo em redor daquela que é a festa mais falada dos últimos tempos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui