Atualidade

Ação da PJ resulta em 5 detidos por tráfico de droga e apreensão de um milhão de euros em tabaco

publicidade

A Diretoria do Norte, da Polícia Judiciária, desmantelou uma organização criminosa. A ação culminou em cincos detidos, com idades compreendidas entre os 22 e os 47 anos, quatro portugueses e um estrangeiro, apanhados em flagrante delito por, alegadamente, tráfico de estupefacientes, contrabando de tabaco e posse de armas.

Os detidos foram presentes à autoridade judiciária para primeiro interrogatório e ficaram em prisão preventiva três arguidos com papéis dominantes na organização e com antecedentes policiais pelo mesmo crime, os restantes com apresentações semanais às autoridades.

A atividade criminosa era praticada no região Norte, nomeadamente Grande Porto e sul de Espanha, com passagem pela fronteira do Caia.

A investigação ao tráfico de estupefacientes na região norte resultou na apreensão de 118 550 doses de haxixe e 410 doses de cocaína.

As detenções decorreram num armazém usado pela organização como unidade industrial de transformação de folha de tabaco. As autoridades encontraram mesmo uma máquina a triturar folhas de tabaco durante a operação de detenção.

No local encontraram ainda aproximadamente 5,5 toneladas de folhas de tabaco em estado bruto e trituradas e ensacadas para redistribuição, no valor de cerca de um milhão de euros, correspondendo 900.000 euros ao valor da prestação tributária.

Resultou também a apreensão de armas usadas na atividade criminosa e de 3.265 euros resultantes do lucro dos crimes. Duas armas de fogo, cinquenta e cinco munições, quatro viaturas de gama média alta, nove telemóveis e outro equipamento informático foi a lista dos materiais apreendidos.

A PJ contou com a colaboração do Destacamento de Ação Fiscal da GNR do Porto na realização das diligências.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui