CulturaDestaqueDistrito SetúbalPalmelaPinhal Novo

A sala de ensaios ‘CAVE’ e a sua importância para a cultura do concelho de Palmela

publicidade

 

Em funcionamento desde 2014, a CAVE é uma sala de ensaios onde diversos projetos musicais do concelho de Palmela e arredores ensaiam e gravam as suas músicas. Devido à pandemia, encontra-se encerrada desde dia 13 de março e, até ao momento, não tem data prevista de abertura. O Diário do Distrito esteve à conversa com Alexandre Silva, membro da equipa responsável, sobre o crescimento e a importância da CAVE para a região.

À responsabilidade da Associação de Amigos Juntos pela Orquestra Nova de Guitarras (AAJOONG), a sala de ensaios ganhou outro ritmo de trabalho com a entrada do próprio e de João Espalha, a convite da organização. «Desde que nós, novos responsáveis, assumimos o espaço, a dinamização foi feita de forma diferente e conseguimos atrair mais projetos. A promoção aqui é feita através da palavra, amigos convidam amigos, e nos meses antes da pandemia, entre dezembro e março, passámos de 40 horas mensais de utilização para cerca de 100 horas». 

O que torna diferente a CAVE de outras salas de ensaio? Segundo Alexandre, as boas condições do espaço, a presença de um técnico de som nos ensaios e o bom preço motivam as bandas de Palmela e de outras zonas, inclusive Lisboa, a serem clientes. «É maioritariamente utilizado por pessoas do concelho de Palmela, mas também temos bandas de fora. O espaço é acolhedor e temos uma serviço que acaba por ser diferenciador. Em muitos estúdios as pessoas alugam e tem uma sala pequena, com um microfone ou dois e uma mesa de som que têm de ser os próprios músicos a utilizar, às vezes sem terem conhecimentos para tal. Nós nisso somos diferentes. Além da sala ampla e de todo material que dispomos, temos sempre um técnico que acompanha todos os ensaios, a partir da  régie. Fica lá e, sempre que é necessário, está disponível para ajudar. Também temos um frigorífico, as bandas podem guardar comida. Às vezes são ensaios longos e precisam de comer».

@DR – Régia da CAVE

Os objetivos futuros passam por continuar a investir em material e aumentar as condições. Sobre nomes ‘de peso’ que tenham passado por lá, Alexandre Silva fala de alguns e acredita que, num futuro próximo longe da pandemia, a CAVE tem tudo para ser uma sala de ensaios de referência do concelho e distrito. «Nós queremos aproximar o nosso espaço a outros que, para nós, são referências. A CAVE é vista como acolhedora para os músicos que passam por cá e o objetivo é aumentar a qualidade. O dinheiro que as bandas pagam reverte na totalidade para o para a compra e manutenção de material. Por outras palavras, o dinheiro é investido em prol das bandas. Sobre nomes sonantes? Já tivemos um projeto do Berg. Há duas semanas tivemos um pedido dos Sangue Ibérico. Conhecem, gostam e isso serve de cartão de visita».

A Sala de Ensaios CAVE localiza-se no piso -1 do Complexo de Serviços de Pinhal Novo – Mercado Municipal, e todas as informações relativas às reservas do espaço estão disponíveis na página de facebook.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios. Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site