A PATAV denuncia novos maus tratos no navio de transporte de animais Uranus L

publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A PATAV — Plataforma Anti-Transporte de Animais Vivos faz nas redes sociais uma nova denúncia sobre os maus tratos perpetrados por funcionários do navio de transporte de animais Uranus L no porto de Sines, num vídeo captado no dia 27 de julho.

A Plataforma denuncia ainda que «o navio que transportou estes animais, teve uma avaria assim que saiu do porto prolongando assim em 32 horas o tempo de viagem».

Este navio tinha a licença de transporte suspensa pela DGAV após outras denúncias quando esteve no porto de Setúbal, de onde chegou a fugir um animal, que foi depois recolhido na zona ribeirinha da cidade, conforme o Diário do Distrito noticiou, mas um mês depois, a DGAV levantou a suspensão da licença.

A PATAV — Plataforma Anti-Transporte de Animais Vivos voltou a denunciar a o caso, questionando «porque a razão a DGAV levantou a suspensão a este navio, quando a violência dos embarques continua inalterada?» e deixa um apelo para que a população envie nova carta para a DGAV a exigir explicações «vamos acabar com isto! Envie e divulgue a carta modelo que pode encontrar aqui: https://getmymsg.com/v/wamfk ».

«O navio URANUS L foi já objeto de diversas queixas consubstanciadas em incumprimentos ao Regulamento (CE) N.º 1/2005, de 22 de dezembro de 2004. Após a sua mais recente suspensão em 15 de junho de 2020, esta embarcação prepara-se para transportar mais e novos animais. Se a DGAV culpa a tripulação pelos maus tratos ocorridos, a PATAV devolve a culpa à DGAV pelos constantes atropelos à lei» consta na introdução da carta.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome