Opinião

A imperfeita democracia comunista nas terras de Palmela

Uma crónica de Linda Oliveira.

- publicidade -

Palmela é o município do Distrito de Setúbal com maior índice de transparência, de acordo com a análise feita pela plataforma internacional Dyntra (Dynamic Transparency Index) à informação publicada nos sites das câmaras municipais de Portugal Continental.

É pena que a transparência do Municipio de Palmela se verifique apenas e quanto à informação disponibilizada no seu site porque no demais manda a “boa lei comunista” do eu quero, posso e mando.

A definição de Imperfeita Democracia diz-nos que é imperfeita por natureza, a democracia que provoca tanto a crítica como a desilusão.

Não podia estar mais de acordo, as criticas são muitas e a desilução de ver aqueles que se apregoam “pais”  da democracia em Portugal e da liberdade dos portugueses a limitarem direito basilares da nossa sociedade como o exercicio politico e a liberdade de expressão.

Veja-se na Assembleia Municipal de 17/12/2020, o membro da bancada Palmela Mais (PSD/ CDS-PP) foi interrompido e sustido, na referida Assembleia por parte da Sra. Presidente da Mesa Ana Teresa Vicente, avocando essa qualidade, quando lia a declaração de voto sobre a votação do Orçamento e GOP´s 2021, não tendo sido permitido ao mesmo completar a leitura da referida declaração.

Foi assim  requerida a palavra e lavrado para a acta pela membro da Assembleia eleita pelo CDS-PP Maria Rosa Pinto, o veemente protesto pela falta de “democracia” e a firme discordância da nossa bancada por essa decisão da Sra. Presidente da Mesa da Assembleia tendo feito ainda referência de que o eleito, em sinal de protesto abandonou de imediato a sessão da Assembleia Municipal.

Veja-se ainda que no passado mês de Dezembro, realizou-se a reunião de constituição de mesas de voto para a Eleição do Presidente da República, a Câmara Municipal notificou todos os partidos politicos para a referida reunião à excepção do CDS-PP, apesar dos eleitos com acento nos vários órgãos autárquicos. 

À boa maneira comunista, apregoa-se Liberdade e pratica-se a sua restrição.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui