«A Festa do Avante! é sempre incrível e este ano será melhor»

0
152
Madalena Santos, Paulo Loya e Alexandre Araújo
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Quinta da Atalaia recebeu hoje a tradicional conferência de imprensa dos artistas que subirão aos palcos em mais uma edição da Festa do Avante!, que este ano apresenta também um aspecto mais inclusivo para pessoas com mobilidade especial e preocupações ambientais, com a eliminação do plástico fóssil descartável.

Tópico comum a todos os intervenientes, de Fernando Ribeiro, dos Moonspell até ao jovem Pappillon, foi o sonho que, algum dia, todos eles tiveram de actuar nos palcos da Festa! “e este ano concretizamos esse desejo que sempre tivermos de subir ao palco principal da Festa!, quando ficávamos a assistir aos espectáculos. A Festa é sempre incrível e este ano será melhor, com a comunidade metaleira que já se prepara para invadir a Festa”, brincou o vocalista da mais famosa banda de metal portuguesa.

Paulo Loya apresentou os dois organizadores que fizeram depois um breve sumário do programa do Avante!, “e do muito trabalho que já foi realizado, mas ainda falta concluir, agora que estamos a três semanas da Festa”, referiu Alexandre Araújo.

Das várias iniciativas, destacou “a exposição «Cortiça, do Montado ao Cosmos» que vai destacar aquele que é um dos produtos genuínos nacionais; teremos também um destaque para os 45 anos da Revolução de Abril, um espaço de Ciências, os cinquenta debates que teremos durante os três dias, as 45 modalidades de desporto que aqui se vão praticar”, e apontou também aspectos mais práticos como “a melhoria das condições de acesso a pessoas com mobilidade reduzida, e também a abolição do plástico descartável na zona de restauração, onde vão passar a ser utilizados talhares e pratos descartáveis de matérias com origem vegetal e biodegradável e durante os dias da Festa, pode ser utilizado nos transportes.

Alguns destaques do programa foram depois apresentados por Madalena Santos, “o que se torna uma escolha difícil porque temos de definir e abranger todo o tipo de públicos, mas temos sempre alcançado esse objectivo, com um equilíbrio entre os artistas consagrados, os mais jovens e aqueles que este ano celebram números redondos da sua carreira, e até, novamente, com concertos para bebés”.

A música clássica está em destaque de novo na sexta-feira com um concerto sinfónico da Orquestra Sinfonietta de Lisboa «do Romantismo ao Modernismo», tema escolhido “porque abrange a época em que surgiu o «Manifesto Comunista», e a política estará também em destaque este ano porque estamos em ano de eleições legislativas”.

Celina da Piedade e João Gil juntam-se a Vozes do Cante, Moonspell e Paulo Bragança, Mafalda Veiga, Sílvia Perez Cruz, Joana Amendoeira com um espectáculo dedicado a Ary dos Santos, Fast Eddie Nelson partilhará o palco com Frankie Chavez, Scúru Fitchádu e João San Payo e Quinta do Bill, entre outros.

Ana Bacalhau, Jorge Benvinda, Sérgio Godinho e Vitorino juntam-se no projecto Canções da Roda num espectáculo para o público infantil, sem esquecer a música africana com o Bonga e o projecto «Semba, Gumbé e Coladera» com Liliana Almeida, Kimi Djabate e Rolando Semedo, e as músicas de Cabo Verde, Angola e Guiné-Bissau.

A Festa assinalará também o aniversário dos Blind Zero, Clã e Sebastião Antunes & Quadrilha (25 anos de carreira), Expensive Soul (20 anos de carreira) e os Kumpania Algazarra (15 anos de carreira).

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome